23/04/19

Baku será “momento importante” para Ferrari, diz Binotto

O Grande Prêmio do Azerbaijão marca um “momento importante” para a Ferrari, que se prepara para introduzir suas primeiras atualizações de 2019, de acordo com o chefe da equipe, Mattia Binotto.
O Baku City Circuit do Azerbaijão é um dos três únicos locais no calendário atual – Sochi e Yas Marina são os outros – onde a Ferrari ainda não venceu, um desafio que pretende enfrentar neste fim de semana.
“Na sequência de três corridas que definitivamente não foram do jeito que queríamos, este GP é outro momento importante para nós. Nós nos preparamos muito bem, analisando todos os dados que adquirimos até agora, analisando as áreas em que podemos melhorar e trabalhando na adaptação da configuração do carro e do gerenciamento da unidade de potência para as características da pista. De fato, Baku apresenta uma reta muito longa, que coloca demandas especiais no motor, tanto na parte de combustão interna quanto nos elementos híbridos. A superfície da pista é muito lisa, o que significa que o desgaste do pneu é geralmente baixo, mas como os pneus geram menos energia, pode ser difícil colocá-los na faixa certa de temperatura de trabalho. Sabemos, com base na experiência passada, que há uma alta probabilidade de o Safety Car aparecer no caminho em Baku e, portanto, é um aspecto importante a considerar quando se olha para a estratégia da corrida. Estamos trazendo algumas atualizações para Baku, como o primeiro passo no desenvolvimento do SF90. ”
Leclerc dominou o fim de semana de Fórmula 2 em 2017 e conquistou seu melhor resultado em 2018, sexto, em Baku.
“O Azerbaijão é uma das minhas pistas favoritas da temporada, eu simplesmente amo e sempre me saí muito bem lá. Eu sempre gosto de dirigir nele, especialmente a parte do castelo com todas as suas curvas apertadas. É uma pista única, você não pode encontrar nada parecido em nenhum outro lugar do mundo, então é muito especial. A regra é bem simples: nunca perca o foco durante a corrida, senão, no primeiro erro, você estará na parede. Baku é uma pista exigente, mas eu não posso esperar”, afirmou Leclerc.

Ferrari foi superada pela Mercedes nas corridas na Austrália e na China, mas teve uma vantagem de desempenho na segunda corrida no Bahrein. A expectativa é que a pista de rua de Baku sirva mais para o carro da Ferrari do que para o circuito de Xangai, na China.
Baku tem características mais parecidas com o Bahrein, com retas e curvas curtas e lentas, em vez das curvas longas e extensas mais comuns na China. A Ferrari teve vantagem sobre a Mercedes nas retas até agora nesta temporada e Baku tem o que é efetivamente a reta mais longa do calendário – 2,2 km da curva 16 para a primeira curva.
A Red Bull também revela novidades e diz que vai ter 20 cavalos de potência extra no seu motor Honda, no Grande Prêmio do Azerbaijão.
Helmut Marko disse que há “boas notícias da Honda” e para Baku, eles terão “mais 20 cavalos”.
A configuração da Red Bull continua a se desenvolver e a equipe considera que, com o chassi que eles têm agora e a potência do motor, eles poderiam estar entre as melhores equipes.
O chefe da equipe, Christian Horner, está feliz com a atualização:
“A Honda está progredindo nas retas. Há coisas a serem feitas que nos ajudarão no futuro próximo a descobrir o pouco que estamos perdendo em comparação com os carros à nossa frente”.
(Fontes BBC,soymoor.com,gptoday.com.gpblog.com)