03/05/19

As regras para 2021 poderão ser anunciadas em outubro

As negociações sobre a reforma da Fórmula 1 em 2021 ainda têm “alguns elefantes na sala”, mas as equipes acreditam que estão chegando ao fim. A ideia de apresentar as novas regras em outubro encontrou consenso entre as equipes na última reunião, durante o Grand Prix do Azerbaijão.
O chefe da Red Bull, Christian Horner, que inicialmente propôs o adiamento para dezembro, disse acreditar que outubro funcionaria tanto para equipes grandes como pequenas.
“Provavelmente o melhor momento para colocá-lo seria dezembro. As equipes pequenas argumentam que, mais cedo, as maiores podem colocar mais recursos nos projetos antes das escuderias menores. Outubro é efetivamente um compromisso entre o final do ano e junho, então estamos bem com isso”.
No início deste ano, as equipes estavam pressionando por um atraso na publicação dos novos regulamentos por causa do medo de que uma definição prematura pudesse entregar uma enorme vantagem para as escuderias maiores. Se as regras fossem finalizadas em junho, os times mais ricos já poderiam começar a trabalhar em seus projetos. Por outro lado, uma equipe menor poderia ter dificuldade em encontrar os recursos em um momento em que o foco é o desenvolvimento de 2019 e o trabalho no carro de 2020.
“”Parece que estamos convergindo”, disse Christian Horner, durante o fim de semana do Grande Prêmio do Azerbaijão.
“Ainda há alguns elefantes na sala, mas sim, parece que em todas as frentes estamos convergindo na direção certa. Espero que nos próximos meses algo possa ser resolvido. Entre as equipes, houve certa unanimidade. Acho que a única que não queria era a Renault, mas acho que eles concordaram no final, então não vi ninguém que não estivesse de acordo. Acho que, em junho, há desvantagens para as escuderias pequenas. Há um sentimento de que outubro é sensato”, explicou Horner.
O chefe da Mercedes, Toto Wolff, disse que há argumentos válidos em ambos os lados do debate. “O truque é que, para sair com bons regulamentos, você precisa de tempo suficiente. Isso é um fato. Mas também é preciso descrever muito precisamente o que está sendo definido. Precisa-se de uma decisão unânime de todas as equipes. E nós não seremos aqueles a atrapalhar”.
O chefe da equipe da Racing Point, Otmar Szafnauer, disse que o progresso aumenta cada vez que as partes se encontram.
“Há um prazo de meados do ano para que algo seja publicado e acho que estamos nos aproximando agora. A FIA pediu feedback às equipes, o que nós demos. Ainda há alguns problemas pendentes em alguns componentes que serão fornecidos ou não, e quando sabemos mais informações, acho que nos aproximaremos disso. Mas no meio do ano, algo deve ser publicado”, disse Szafnauer.
A vice-diretora da equipe de Williams, Claire Williams, disse que sua equipe está “muito feliz” com o que foi proposto e gostaria de se inscrever agora se o que foi apresentado até agora foi a oferta final.
O chefe da Renault F1, Cyril Abiteboul, quer que o assunto seja resolvido antecipadamente.
“Nós realmente vemos o final de junho como o prazo. Esse é um prazo necessário para o esporte, para os organizadores e para todas as equipes realmente, para saber o que o futuro está prometendo e começar a fazer planos de acordo.
Em março as equipes menores expressaram seu desejo de adiar a data limite de 30 de junho a dezembro para grandes equipes não se beneficiarem de um trabalho mais longo. No entanto, esta proposta não foi suficientemente apoiada e Baku concordou em aprovar as regras de chassis de 2021, em outubro, uma ideia que parece que une a maioria das equipes.