GP Brasil 1977

Autódromo de Interlagos, 23 de janeiro. Vinte e dois carros largaram na etapa brasileira, a segunda do campeonato mundial de 1977. O inglês James Hunt, da McLaren, era o pole-position, mas foi José Carlos Pace, com Brabham, quem pulou na frente depois de ter queimado a largada. Pace, porém, rodou na Curva 3 e seu carro foi atingido pela roda traseira do de Hunt. O inglês liderou por 16 voltas, mas foi obrigado a parar nos boxes para trocar os pneus. Carlos Reutmann, com Ferrari, assumiu e conservou a liderança até o final da prova. Após a parada nos boxes, James Hunt voltou à pista e deu um verdadeiro show.

Superando todos os limites, Hunt ultrapassou seus adversários e recebeu a bandeirada em segundo lugar. E por muito pouco, Emerson Fittipaldi não subiu ao pódio. A quarta colocação do Copersucar de  Fittipaldi pode ser explicada pela incrível série de acidentes na Curva 3 do circuito. Nada menos do que oito carros bateram ou saíram da pista por causa do péssimo estado do asfalto no local. Assim, apenas sete carros chegaram ao final da corrida. Entre eles, em último lugar, mas completando todas as 40 voltas, o segundo carro da equipe Copersucar pilotado pelo brasileiro Ingo Hoffmann.