Publicidade

Bugatti

fabricas_bugatiO italiano Ettore Bugatti projetou seu primeiro carro quando ainda era funcionário da empresa Deutz, de Colônia, em 1908. Foi com o protótico Pur Sang, um carro simples e leve, de motor de quatro cilindros, que a Bugatti iniciou sua produção em 1909, numa fábrica em Estrasburgo, França.  Deste carro surgiu o modelo mais famoso da empresa no início de sua produção: o modelo 13, com quatro cilindros, que na versão esportiva  tinha oito cilíndros com duas válvulas cada um e 2 654 cc. Foi o primeiro carro produzido em série pela Bugatti ( cerca de 450 carros até 1914).

Naquela época, o mais comum eram os carros de um ou dois cilindros de fácil manutenção mas o italiano Ettore Bugatti  resolveu introduzir os motores de quatro cilindros que aumentavam o conforto do carro mas também encareciam o produto. A Bugatti conseguiu chegar a um ponto de equilibrio entre o custo e o desenvolvimento técnico e tornou os carros da empresa um dos mais conhecidos na França e na Inglaterra. Com as vitórias conseguidas em 1911, com o modelo 13, o sucesso da empresa consolidou-se.

A principal preocupação da Bugatti, durante vários anos, foi construir carros leves e rápidos, com motores de quatro e oito cilíndros, que venciam corridas pelo conjunto do carro e não só pela potência ou velocidade.

Com o início da I Guerra Mundial, Ettore Bugatti interrompe a produção de carros, mas continua idealizando protótipos de novos modelos. Em 1919, o modelo mais famoso da empresa era o Bugatti 23, com motor de quatro cilindros e dezesseis válvulas. Mais tarde , em 1921, este modelo ficou conhecido como modelo Brescia, após conseguir os quatro primeiro lugares numa competição realizada neste cidade italiana.

Outro modelo que alcançou sucesso nas vendas e nas competições foi o Bugatti 30, de 1922.  Apesar das inovações introduzidas, o modelo 30 foi superado pelo lançamento de carros superalimentados da Fiat e da Sunbeam. Para competir com eles, a Bugatti lança o modelo 35, o mais famoso dos seus carros que, em 1924, conseguiu várias vitórias e teve várias versões superalimentadas em grandes prêmios .

Em três anos, entre 1924 e 1927, os carros fabricados pela Bugatti venceram cerca de 2 mil corridas, mas apesar do sucesso, a indústria não chegou  a produzi-los em larga escala; dos 16 modelos principais, a  Bugatti fabricou cerca de 6 500 carros.

Entre 1926 e 1930, a Bugatti produz o modelo 37, versão esporte, com motor de 4 cilindros e 1489 cc. Depois dele vieram os modelos 40 e 43, mais na versão tursmo e os modelos de luxo Bugatti 41, 44 e 49 este último produzido entre 1930 e 1934. Também destacam-se o modelo 46, o maior dos Bugatti, produzido em série, e o modelo 55 de 8 cilindros, com características esportivas.

Os modelos da Bugatti ficaram famosos não só pela estética, mas também pela eficiência. Chassis de qualidade, carroçarias de vários estilos, uma equipe de famosos pilotos e clientes importantes como Tchaikowsky fizeram a imagem de prestígio da Bugatti.

A depressão econômica que antecedeu a II Guerra Mundial também atingiu Ettore Bugatti e durante o conflito mundial as instalações da fábrica foram ocupadas, primeiro pelos alemães, depois por canadenses e norte-americanos. O governo francês consegiu reaver a fábrica, mas seu fundador, Ettore Bugatti morreu em 1947 sem reiniciar as atividades na empresa.

Em 1951, sob a direção do técnico Pietro Marco, a Bugatti voltou a produzir, mas, com o passar dos anos, novos carros e novas marcas tornariam os carros Bugatti ultrapassados.