Mônaco 2018

Data – 27 de maio de 2018

Circuito – Monte Carlo

Pista – 3.337 metros

Voltas –  78 – 260,286 km

Pole  – Daniel Ricciardo –Red Bull – 1m10s810

Vencedor –  Daniel Ricciardo – Red Bull

Tempo –   1h42m54s807

Volta mais rápida –  Max Verstappen – Red Bull –  1m14s260 (recorde)

Líderes – Daniel Ricciardo (1-78)

Qualificação

Num circuito que favorece seus carros, a Red Bull dominou inteiramente o treino de qualificação do GP de Mônaco 2018, com Daniel Ricciardo conquistando a pole position com o tempo de 1m10s810, recorde extraoficial da pista. Sebastian Vettel dividiu primeira fila com o australiano e foi seguido por Lewis Hamilton, Kimi Raikkonen e Valtteri Bottas. Max Verstappen não pode participar da etapa de qualificação porque seu carro não pode ser reparado a tempo, depois de uma batida no final do 3º treino livre. Como ele já iria sair da última posição, a Red Bull aproveitou para trocar a caixa de câmbio e a MGU-K.

Q1 – Já na primeira série de tentativas, Ricciardo fez 1m12s013, superando Fernando Alonso e Sergey Sirotkin. As duplas de Ferrari e Mercedes pegaram tráfego e não encaixaram uma boa volta no começo, mas logo Vettel, Hamilton e Raikkonen passaram a ocupar do segundo ao quarto lugares, mesmo ainda pegando trânsito. Valtteri Bottas, faltando quatro minutos para o fim da Q1 era apenas o 15º colocado e, se perdesse mais uma posição, sairia da zona de classificação. Ele chegou a cair para 17º, mas, a menos de dois minutos da bandeirada, se recuperou e subiu para terceiro. Além de Verstappen ficaram fora da segunda fase Brendon Hartley, Marcus Ericsson, Lance Stroll e Kevin Magnussen.

Q2 – O domínio de Ricciardo continuou desde o início da Q2, quando ele marcou 1m11s353, novo recorde da pista. Vettel melhorou bastante e ficou a apenas 0s165 do líder. A Mercedes voltou a enfrentar dificuldades com o tráfego e, faltando 5 minutos para o final da fase, seus dois carros estavam fora do top 10, Mas Hamilton conseguiu encaixar uma volta suficiente para colocá-lo em terceiro, enquanto Bottas subia para quinto, atrás de Raikkonen. Este ainda melhorou e subiu para segundo, enquanto Ricciardo melhorava mais ainda o seu tempo, fazendo 1m11s278. Foram eliminados Nico Hulkenberg, Stoffel Vandoorne, Sergey Sirotkin, Charles Leclerc, e Romain Grosjean.

Q3 – A fase decisiva da qualificação foi mais fácil ainda que as anteriores para Daniel Ricciardo. Logo na primeira tentativa ele quebrou de novo o recorde da pista sendo o primeiro piloto a sair da casa de 1m10s, ao baixar o tempo para 1m10s810. Com uma boa volta, Sebastian Vettel garantiu seu lugar na primeira fila ao cravar 1m11s039, enquanto Hamilton, apesar de ter melhorado seu próprio tempo, não passou da terceira posição. Ricciardo chegou a fazer uma última tentativa e ficou a apenas 0s036 do próprio tempo, comprovando o domínio da RBR no Principado

 Grid 

1 Daniel Ricciardo

Red Bull

1m10s810

2 Sebastian Vettel

Ferrari

1m11s039

3 Lewis Hamilton

Mercedes

1m11s232

4 Kimi Raikkonen

Ferrari

1m11s266

5 Valtteri Bottas

Mercedes

1m11s441

6 Esteban Ocon

Force India

1m12s061

7 Fernando Alonso

McLaren

1m12s110

8 Carlos Sainz Jr

Renault

1m12s130

9 Sergio Perez

Force India

1m12s154

10 Pierre Gasly

Williams

1m12s221

11 Nico Hulkenberg

Renault

1m12s411

12 Stoffel Vandoorne

McLaren

1m12s440

13 Sergey Sirotkin

Williams

1m12s521

14 Charles Leclerc

Sauber

1m12s714

15 Brendon Hartley

Toro Rosso

1m13s179

16 Marcus Ericsson

Sauber

1m13s265

17 Lance Stroll

Williams

1m13w323

18 Romain Grosjean

Haas

1m12s728

19 Kevin Magnussen

Haas

1m13s393

20 Max Verstappen

Red Bull

Sem tempo

Romain Grosjean perdeu 5 posições por causar acidente na corrida anterior. Max Verstappen sofreu perda de 15 posições, 5 pela troca da caixa de câmbio e 10 por usar a 3ª MUG-K

Corrida

Depois de se impor nas três sessões de treinos livres e a etapa de qualificação, a Red Bull dominou amplamente também o GP de Mônaco de 2018, nas ruas de Monte Carlo. O piloto australiano Daniel Ricciardo superou “no braço” os problemas de perda de potência do motor e cobriu o percurso de 78 voltas em 1h42m54s807. Sebastian Vettel chegou em 2º, a 7s336 do vencedor e Hamilton foi terceiro no pódio. Max Verstappen, que largou da 20ª posição, chegou em 9º.

A corrida ocorreu em pista seca, apesar da garoa que havia caído na região do circuito cerca de uma hora antes da largada. O céu estava nublado, mas durante a prova a chuva não passou de uma ameaça. Ricciardo fez uma boa largada, segurou Vettel nas primeiras curvas e abriu uma vantagem que chegou a 2s logo no início. Ricciardo controlava uma ligeira vantagem de 1s3 para Vettel após cinco voltas, com Hamilton vindo em terceiro, mas reclamando de um carro “muito lento”. No fim do grid, Max Verstappen, que ao contrário da maioria dos concorrentes, usava pneus ultramacios, ganhou as posições de Romain Grosjean e Kevin Magnussen e subiu para 18º ainda na primeira volta. Com 10 voltas ele era o 14º colocado. Com 11 voltas de corrida, Lance Stroll teve o pneu dianteiro esquerdo furado, foi aos boxes e a trocou não apenas o pneu, mas também da asa dianteira. Uma volta depois, Hamilton mudou a estratégia e antecipou seu pit stop, com a Mercedes colocando pneus ultramacios para ele ir até o fim da prova. O inglês voltou em sexto, atrás de Esteban Ocon, mas conseguiu fazer a ultrapassagem sobre a Force India na saída do túnel. Na abertura da volta 17, foi a vez de Vettel fazer sua parada e a Ferrari também trocou os supermacios pelos ultramacios no carro do tetracampeão do mundo. Em seguida, foi a vez de Ricciardo parar para trocar os pneus e ainda voltar a dianteira com os compostos ultramacios para completar o percurso. Aproveitando-se das paradas dos adversários, Verstappen alcançava a zona de pontuação, tornando-se a principal atração de uma corrida bastante morna e sem muitas ultrapassagens. Um certo suspense aconteceu a partir da volta 30, quando Ricciardo apontou a perda de potência do motor e a equipe informou que não tinha como reparar o problema e ele deveria levar o carro no braço. Completadas 33 voltas, a diferença entre Ricciardo Vettel era de pouco menos de 1. Com 44 voltas, os três primeiros estavam separados por cerca de apenas 3s, embora Hamilton, o terceiro, se queixasse do rendimento dos pneus. Na volta 52, Fernando Alonso teve de abandonar a pista, pela primeira vez na temporada, por quebra do câmbio e cedeu a 9ª posição a Nico Hulkenberg. Logo depois, Hulkenberg subiu para 8º e Verstappen, com uma espetacular ultrapassagem sobre Carlos Sainz, por fora, na chicane do Porto, chegou à 9ª posição. Ao faltarem seis voltas para o fim da corrida, Charles Leclerc perdeu o freio da Sauber na saída do túnel e bateu na traseira de Brendon Hartley. Os dois tiveram que abandonar e a direção da prova introduziu o safety car virtual para limpeza da pista. Na relargada, Vettel titubeou e Daniel Ricciardo arrancou para a vitória com a vantagem de 7s336.  (Com informações do Esporte, UOL e Wikipedia.org).

Resultados 

Pos. Piloto Equipe Tempo
Daniel Ricciardo Red Bull 1h42m54s807
Sebastian Vettel Ferrari a 7s336
Lewis Hamilton Mercedes 17s013
Kimi Raikkonen Ferrari 18s127
Valtteri Bottas Mercedes 18s822
Esteban Ocon Force India 23s667
Pierre Gasly Williams 24s331
Nico Hulkenberg Renault 24s839
Max Verstappen Red Bull 25s317
10º Carlos Sainz Jr Renault 1m09s013
11º Marcus Ericsson Sauber 1m09s864
12º Sergio Perez Force India 1m19s461
13º Kevin Magnussen Haas 1m14s823
14º Stoffel Vandoorne McLaren 1 volta
15º Romain Grosjean Haas 1 volta
16º Sergey Sirotkin Williams 1 volta
17 Lance  Stroll Williams 2 voltas
 Não completaram
Charles Leclerc Sauber 73-colisão
Brendon Hartley Toro Rosso 73-colisão
Fernand Alonso McLaren 52-câmbio

 CLASSIFICAÇÃO

Pilotos

Posição Piloto Pontos
Lewis Hamilton 110
Sebastian Vettel 96
Daniel Ricciardo 72
Valtteri Bottas 68
Kimi Raikkonen 60
Max Verstappen 35
Fernando Alonso 32
Nico Hulkenberg 26
Carlos Sainz 20
10º Kevin Magnussen 19
11º Pierre Gasly 18
12º Sergio Perez 17
13º Esteban Ocon 9
14º Charles Leclerc 9
15º Stoffel Vandoorne 8
16º Lance Stroll 4
17º Marcus Ericsson 2
18º Brendon Hartley 1
19º Romain Grosjean 0
20º Sergey Sirotkin 0

 Equipes

Posição Equipe Pontos
Mercedes 178
Ferrari 156
Red Bull 107
Renault 46
McLaren 40
Force India 26
Toro Rosso 19
Haas 19
Sauber 11
10º Williams 4