Mônaco – 2017

Data – 28 de maio de 2017

Circuito – Monte Carlo

Pista – 3.337 metros

Voltas –  78 – 260, 286 km

Pole –  Kimi Raikkonen – Ferrari – 1m12s178

Vencedor – Sebastian Vettel – Ferrari

Tempo –  1h44m44s340

Volta mais rápida –  Sergio Perez – 1m14s120 (novo recorde da pista)

Qualificação

Kimi Raikkonen, da Ferrari, largou da primeira posição no Grande Prêmio de Mônaco, no circuito de Monte Carlo, no dia 28 de maio de 2017. O piloto finlandês conquistou a pole position com novo recorde da pista do principado, com 1m12s178, seguido do companheiro Sebastian Vettel, que ficou a 0s043. Foi a 17ª pole da carreira de Raikkonen, a segunda em Mônaco e a primeira desde o GP da França de 2008, ou sejam 179 corridas depois, o maior intervalo da história da F1.

Lewis Hamilton, vice-líder do campeonato, a apenas seis pontos do líder Vettel (104 a 98), saiu apenas da 12ª posição, ainda assim beneficiado por punições a Jenson Button e Stoffel Vandoorne. O inglês teve problemas de equilíbrio do carro, permaneceu muito tempo no box e, no final da Q2, quando tentava sua última volta lançada, teve que tirar o pé, por causa de bandeira amarela provocada por acidente de Vandoorne. O mesmo aconteceu com Felipe Massa, que também teve problemas de pneu, demorou no box e, como Hamilton, teve de abortar a volta decisiva, por causa da bandeira amarela.

Stoffel Vandoorne, que foi o 10º no Q2, mas não pode participar da Q3, por problemas no carro, perdeu 3 posições e largou da 13ª, por troca de componente do motor Honda da McLaren. Pelo mesmo motivo, Jenson Button, 9º colocado na Q3, perdeu 15 posições e saiu do último lugar do grid.

Na Q1, Vettel foi o primeiro a ir para a pista, seguido de Raikkonen, Massa, Bottas e Hamilton. Raikkonen foi o primeiro a marcar tempo, com 1m14s296 e em seguida fez 1m13s406, enquanto Vettel marcava 1m14s361 e 1m13s289, Hamilton, 1m3s900 e Bottas, 1m13s278. No final da etapa, Daniel Ricciardo cravou 1m13s219, mas o companheiro da Red Bull, Max Verstappen o superou e liderou a classificação, com 1m13s078, ao passo que Vettel fazia 1m13s090 e Kimi Raikkonen, 1m13s117. Bottas obteve 1m13s325 e Hamilton, 1m13s640. Massa escapou da degola no último minuto, pulando do 16º para 9º, com 1m13s796. Logo no início Jolyon Palmer deixou a classificação, com furo no pneu. Ericsson também parou antes do final, depois de bater na barreira. Romain Grosjean deu uma rodada na curva Mirabeau, por pouco não bate em Sainz Jr, , mas ainda se recuperou e passou à fase seguinte. Além de Palmer e Ericsson, Ocon, Stroll e Wehrlein não passaram à etapa seguinte.

Kimi Raikkonen abriu a Q2 com 1m12s780 e em seguida fez 1m12s231, para liderar a etapa, seguido de Vettel, com 1m12s449; Max Verstappen, 1m12s697; Bottas, 1m12s901, e Daniel Ricciardo, com 1m13s011. Hamilton que foi para a pista aos 5 minutos de treino acabou em 14º lugar, com 1m14s106. Massa, que deixou o box aos 12 minutos, tentou a volta lançada no último minuto e, como Hamilton, foi prejudicado pelo acidente de Vandoorne, terminando na 15ª posição, com 1m20s529. Além dos dois, foram eliminados Kvyat, Hulkenberg e Magnussen,

Raikkonen começou também frente a Q3, com 1m12s296, seguido de Max Verstappen, com 1m12s697, e Ricciardo, com 1m12s998.  Na última volta lançada, Raikkonen baixou o tempo para 1m12s178 e no minuto final, Vettel conseguiu 1m12s221, para ser segundo no grid, e Bottas fez 1m12s223, garantindo a terceira colocação.

 Grid

1 Kimi Raikkonen

Ferrari

1m12s178

2 Sebastian Vettel

Ferrari

1m12s221

3 Valtteri Bottas

Mercedes

1m12s223

4 Max Verstappen

Red Bull

1m12s496

5 Daniel Ricciardo

Red Bull

1m12s998

6 Carlos Sainz Jr

Toro Rosso

1m13s162

7 Sergio Perez

Force India

1m13s329

8 Romain Grosjean

Haas

1m13s349

9 Daniil Kvyat

Toro Rosso

1m13w516

10 Nico Hulkenberg

Force India

1m13s628

11 Kevin Magnussen

Haas

1m13s939

12 Stoffel Vandoorne

McLaren

1m14s106

13 Lewis Hamilton

Mercedes

1m13s959

14 Felipe Massa

Williams

1m20s528

15 Esteban Ocon

Force India

1m15s276

16 Jolyon Palmer

Renault

1m35s579

17 Lance Stroll

Williams

1m35s888

18 Pascal Wehrlein

Sauber

1m35s959

19 Marcus Ericsson

Sauber

1m36s079

20 Jenson Button

McLaren

1m13s613

Stoffel Vandoorne foi 10º na classificação, mas perdeu 3 posições por troca de componentes do motor. Jenson Button, 7º na classificação, pelo mesmo motivo perdeu 15 posições.

Corrida

Sebastian Vettel, da Ferrari, ganhou o Grande Prêmio de Mônaco de 2017, no circuito de Monte Carlo e ampliou a vantagem sobre Lewis Hamilton, da Mercedes, no campeonato da Fórmula 1. Com a 3º vitória na temporada, o piloto alemão passou a ter 129 pontos contra 104 do rival, que largou da 13ª posição e foi o 7º colocado na prova. Kimi Raikkonen, que foi o pole position, completou a dobradinha da Ferrari e Daniel Ricciardo, da Red Bull, conquistou o 3º lugar pódio, superando Valtteri Bottas, que tinha largado dessa posição.

Essa a 45ª vitória de Vettel na carreira e a segunda em Mônaco. Foi também a primeira vitória da Ferrari em Mônaco, desde o GP de 2001, vencido por Michael Schumacher. Sergio Perez, que terminou a corrida na última posição, na tentativa de recuperar terreno, estabeleceu novo recorde para a pista de Monte Carlo, com 1m14s820. O melhor tempo anterior era de Michael Schumacher, em 2004.

A corrida foi decidida nos pit stops, com Vettel fazendo duas voltas muito velozes, na parada de Raikkonen, e voltando na ponta, depois de fazer também a sua troca de pneus, na volta 39. A corrida não teve nenhum grande momento de emoção, a não ser o aperto de Vettel em Raikkonen, quando este liderava; a disputa de Ricciardo, Bottas e Verstappen pelo 3º lugar e a recuperação de Hamilton e Massa, que largaram respectivamente do 13º e 14º lugares e chegaram em 7º e 9º. .

A prova teve uma largada tranquila, com os 10 primeiros colocados mantendo as respectivas posições. Magnussen teve a melhor saída, ganhando dois lugares e pulando para a 9ª posição. Hamilton também subiu um posto, ultrapassando Stoffel Vandoorne. Kvyat perdeu duas posições, ficando atrás de Nico Hulkenberg.

Na 10ª volta os 10 primeiros colocados eram Raikkonen, Vettel, Bottas, Verstappen, Ricciardo, Sainz, Perez, Grosjean, Magnussen e Hulkenberg. Hamilton era 12º e Massa continuava em 14º.

Nico Hulkenberg foi o primeiro a abandonar, com problemas na caixa de câmbio, na volta 16, e voltou a pé para os boxes, deixando o carro na entrada do túnel, mas em posição que não afetava a segurança. Wehrlein sofreu punição de 5 segundos, por saída insegura da pit lane, antes de a maioria dos carros começar a troca de pneus, a partir da volta 33. Na volta 25, Bottas era mais rápido do que Vettel, que por sua vez era mais rápido e pressionava Raikkonen. O finlandês parou na volta 35 e Vettel, na liderança, deu várias voltas rápidas para também parar, mas voltar ainda à frente na volta 39.

Na volta 50, os 10 primeiros eram Vettel, Raikkonen, Ricciardo, Bottas, Verstappen, Sainz, Hamilton, Hulkenberg, Grosjean, Kvyat e Vandoorne. Na volta 61, porém, Button bateu em Vandoorne, que ficou preso entre o carro e o guard-rail, só saindo ileso graças ao santatonio.

O acidente provocou a entrada do carro de segurança e, mesmo nessa situação, na volta 65, Ericsson saiu de frente bateu no guard rail. A vantagem de Vettel, sobre Raikkonen que era de 10 segundos, caiu para apenas 1 durante a permanência do carro de segurança, mas voltou a aumentar na relargada, na volta 66. A essa altura Ricciardo, que assumiu a terceira posição na volta 38, era pressionado, mas resistia a Valtteri Bottas, que tinha de se defender de Max Verstappen. Depois disso, só chamou a atenção a tentativa de Massa de ultrapassar Perez, o que só aconteceu quando o mexicano bateu em Kvyat, tirando-o da corrida, e caiu para as últimas posições.

Nas últimas 10 voltas as posições não se alteraram e Vettel acabou conseguindo uma vitória tranquila, escoltado por Kimi Raikkonen.

Resultados

Posição Piloto Equipe Tempo
Sebastian Vettel Ferrari 1h44m44s340
Kimi Raikkonen Ferrari 3s145’
Daniel Ricciardo Red Bull 3s745
Valtteri Bottas Mercedes 5s517
Max Verstappen Red Bull 6s199
Carlos Sainz Jr Toro Rosso 12s038
Lewis Hamilton Mercedes 15s801
Romain Grosjean Haas 18s150
Felipe Massa Williams 19s445
10º Kevin Magnussen Haas 21s443
11º Jolyon Palmer Renault 22s737
12º Esteban Ocon Force India 23s725
13º Sergio Perez Force India 39s089
Não completaram
Lance Stroll Williams
Daniil Kvyat Toro Rosso
Stoffel Vandoorne McLaren
Marcus Ericsson Sauber
Jenson Button McLaren
Pascal Wehrlein Sauber
Nico Hulkenberg Renault

 

Incidentes
Classificação

 

Pilotos

1 Sebastian VETTEL Ferrari 129
2 Lewis HAMILTON Mercedes 104
3 Valtteri BOTTAS Mercedes 75
4 Kimi RÄIKKÖNEN Ferrari 67
5 Daniel RICCIARDO Red Bull 52
6 Max VERSTAPPEN Red Bull 45
7 Sergio PÉREZ Force India 34
8 Carlos SAINZ JR Toro Rosso 25
9 Felipe MASSA Williams 20
10 Esteban OCON Force Índia 19
11 Nico HÜLKENBERG Renault 14
12 Romain GROSJEAN Haas Ferrari 9
13 Kevin MAGNUSSEN Haas Ferrari 5
14 Pascal WEHRLEIN Sauber Ferrari 4
15 Daniil KVYAT Toro Rosso Renault 4
16 Jolyon PALMER Renault 0
17 Lance STROLL Williams Mercedes 0
18 Marcus ERICSSON Sauber Ferrari 0
19 Fernando ALONSO McLaren Honda 0
20 Antonio GIOVINAZZI Ferrari 0
21 Stoffel VANDOORNE McLaren Honda 0
22 Jenson BUTTON McLaren Honda 0

Equipes

 

1 Ferrari 196
2 Mercedes 179
3 Red Bull Tag Heuer 97
4 Force India Mercedes 53
5 Toro Rosso Renault 29
6 Williams Mercedes 20
7 Renault 14
8 Haas Ferrari 14
9 Sauber Ferrari 4
10 McLaren Honda  0