Malásia 2017

Data – 1º de outubro de 2017
Circuito – Sepang – Kuala Lumpur
Pista – 5.543 metros
Voltas – 56 – 310,408 km
Pole – Lewis Hamilton – Mercedes –  1m30s076

Vencedor – Max Verstappen – Red Bull

Tempo –  1h30m01s290
Volta mais rápida – Sebastian Vettel –Ferrari – 41- 1m34s080

Líderes –  Lewis Hamilton (1-3), Max Verstappen (4-27), Daniel Ricciardo (28-29), Max Verstappen (30-56)

Qualificação

Lewis Hamilton conquistou a pole position para o GP da Malásia, disputado no dia 1º de outubro. Sem alterar o acerto aerodinâmico do carro com peças novas, fez o tempo de 1m30s076, para marcar a sua 9ª pole da temporada e a 70ª da carreira. Sebastian Vettel, vice-líder do campeonato e o mais sério rival de Hamilton na luta pelo título, largou da última posição do grid. O alemão da Ferrari teve problema com o motor no 3º treino livre e, apesar de trabalharem freneticamente, os mecânicos da equipe não conseguiram preparar um novo equipamento em condições de ele participar da classificação. Depois de uma segunda tentativa, ele foi para o box e não conseguiu retornar.

Kimi Raikkonen foi o segundo colocado na classificação e largou da primeira fila, ao lado de Hamilton. Max Verstappen foi o 3º colocado, logo à frente do companheiro Daniel Ricciardo. Valtteri Bottas não conseguiu acompanhar o ritmo de Hamilton e foi o 5º do grid, largando da 3ª fila, ao lado de Esteban Ocon, da Force India. Fernando Alonso, com nova aerodinâmica, foi 10º, bem atrás do companheiro Stoffel Vandoorne, 7º colocado. O brasileiro Felipe Massa foi eliminado na Q2 e saiu da 11ª posição,

O treino de classificação começou com bom tempo, pista seca, 40 graus de temperatura e ameaça de chuva, que não se concretizou. Pascal Wehrlein, da Sauber foi o primeiro a ir para a pista, seguido de Romain Grosjean, da Haas, Hamilton e Bottas, ambos com pneus macios. Os dois carros da Ferrari saíram também com compostos macios, mas Ricciardo preferiu os supermacios. Wehrlein foi o primeiro a ter tempo registrado, com 1m34s655m, mas em seguida Hamilton assumiu a liderança, com1m32s380, até ser superado por Kimi Raikkonen, que cravou 1m32s277.  Nos minutos finais, porém, Hamilton conseguiu recuperar a posição, com 1m31s605, e, embora Raikkonen também baixasse seu tempo para 1m32s259, Raikkonen foi superado por Verstappen, com 1m31s920.

Massa terminou a Q1 em 5º e, além de Vettel, foram eliminados Grosjean, Magnussen, Wehrlein e Ericsson. Na Q2, Hamilton não conseguiu manter o domínio, usando, como o companheiro Bottas, os pneus supermacios. Fez 1m30s977 e foi superado por Kimi Raikkonen, com 1m30s926, Verstappen, com 1m30s931 e por Bottas, que liderou a etapa com 1m30s803. Perez e Vandoorne, que chegaram a estar na zona de eliminação, melhoraram bastante na segunda volta lançada, tomando as posições de Jolyon Palmer e Massa. E, junto com estes dois foram limados Stroll, Sainz e Peter Gasly, da Toro Rosso.

Os pilotos demoraram a ir para a pista na fase decisiva e os dois da Mercedes e Raikkonen foram os primeiros a buscar tempo. Bottas abriu os trabalhos, com 1m30s9, mas já primeira tentativa Hamilton disparou com um espetacular 1m30s076, que lhe garantiu o posto principal do grid.

Grid

1 Lewis Hamilton

Mercedes

1m39s076

2 Kimi Raikkonen

Ferrari

1m30s121

3 Max Verstappen

Red Bull

1m30s541

4 Daniel Ricciardo

Red Bull

1m30s595

5 Valtteri Bottas

Mercedes

1m30s758

6 Esteban Ocon

Force India

1m31s478

7 Stoffel Vandoorne

McLaren

1m31s31s582

8 Nico Hulkenberg

Renault

1m31s607

9 Sergio Perez

Force India

1m31s658

10 Fernando Alonso

McLaren

1m31s704

11 Felipe Massa

Williams

1m32s034

12 Jolyon Palmer

Renault

1m32s100

13 Lance Stroll

Williams

1m32s307

14 Carlos Sainz

Toro Rosso

1m32s402

15 Pierre Gasly

Toro Rosso

1m32s558

16 Romain Grosjean

Haas

1m33s306

17 Kevin Magnussen

Haas

1m33s434

18 Pascal Wehrlein

Sauber

1m33s483

19 Marcus Ericsson

Sauber

1m33w970

20 Sebastian Vettel

Ferrari

sem tempo

 

Corrida

Max Verstappen, um dia depois de completar 20 anos, surpreendeu Lewis Hamilton logo na 4ª volta para conquistar a segunda vitória da carreira, no GP da Malásia de 2017, o último, depois de 19 anos no circuito de Sepang, em Kuala Lumpur.  O jovem piloto holandês completou as 56 voltas do percurso em 1h30m01s290, 12s770 à frente de Hamilton, líder do campeonato. Daniel Ricciardo foi o 3º colocado, depois de resistir a forte pressão de Sebastian Vettel, nas últimas 15 voltas.

O alemão, que largou da 20ª e última posição, por ter sido eliminado na classificação e trocado o motor, fez uma excelente corrida de recuperação e redução de prejuízo, chegando no 4º lugar. Com isso, ficou apenas mais seis pontos a atrás de Hamilton, que aumentou a vantagem para 34 pontos (281 a 247). Ainda como compensação, Vettel fez a volta mais rápida da corrida, estabelecendo, com 1m34s080, novo recorde da pista, que era de Carlos Montoya, desde 2004, com 1m34s223.

O brasileiro Felipe Massa, que largou da 11ª posição, uma atrás do companheiro de equipe o jovem canadense Lance Stroll.  Kimi Raikkonen, da Ferrari, que foi segundo na classificação, não largou. N ainda para o grid, o carro apresentou problemas no motor e foi levado para o box, a fim de ser reparado e largar da pit lane. Todavia, a equipe não conseguiu detectar a falha e o finlandês perdeu a chance de uma boa corrida.

Na largada, Hamilton manteve tranquilamente a pole, enquanto Verstappen também sustentava a segunda posição e Bottas ultrapassava Daniel Ricciardo. Vettel, já na primeira volta ganhou cinco posições, passando à 15ª. Stroll, da Williams, também ganhou 5 posições e Massa, 2.  Na 3ª volta, os 10 primeiros eram Hamilton, Verstappen, Bottas, Ricciardo, Vandoorne, Perez, Stroll, Massa, Magnussen e Alonso. Vettel já era o11º.  Ainda na primeira volta, Ocon toca em Massa e impede que o brasileiro avance mais.

Na volta 4, Verstappen alcançou Hamilton na curva 1 e usando a asa móvel se colocou ao lado do inglês e o ultrapassou sem problema. Pelo rádio, Hamilton reclamou que estava perdendo potencia no final das retas, mas isso não o impediu de assegurar até o fim a segunda posição. Verstappen, que no ano passado na Espanha tinha ganhado graças a quebra de Ricciardo e falas de outros pilotos, desta vez teve uma corrida consistente, fazendo esquecer as 7 corridas sem pontuação da temporada, até aqui.

Na volta 9, Ricciardo pressiona Bottas, coloca o carro por dentro, ao lado do finlandês e recupera o terceiro lugar. Na volta seguinte, Vettel ultrapassa Alonso, após pressioná-lo por 4 voltas e em seguida passa também por Massa e Magnussen, assumindo o 9º lugar. Na frente, Verstappen repetia voltas mais rápidas, com 1m36s863, na 7; 1m36s474, na 11 e 1m36s246, na 12. Nesta última volta, Massa parou para troca de pneus e Vettel assumiu o 8º lugar, antes de passar igualmente por Stroll e chegar ao 7º e depois por Vandoorne, para chegar ao 6º lugar.

Na volta 21, depois de 3 giros de pressão, Vettel usa a asa móvel e passa por Perez, para assumir a 5ª posição, e os 10 primeiros são Verstappen, Hamilton, Ricciardo, Bottas, Vettel, Perez, Alonso, Sainz, Ocon e Vandoorne.  Stroll é11º e Massa, após passar Wehrlein é 12º.  Logo depois, tocado por Ocon,Sainz perde posições para Stroll e Massa que , mais adiante, passam também por Alonso, e entram no pelotão da frente.  Na volta 27, Hamilton para e coloca pneus macios, voltando na 3ª posição., atrás de Verstappen e Ricciardo.  Vettel para na volta seguinte, passando aos compostos supermacios, e volta na 6ª colocação,

Na volta 29, Vettel ultrapassa Bottas e fica de novo atrás de Perez, na 5ª posição, enquanto Verstappen reassume a ponta, à frente de Hamilton e Ricciardo, que foi líder por uma volta e retornou em 3º, depois da única parada. A partir daí é Vettel que, com pneus novos, passa a fazer voltas mais rápidas. A primeira foi na 30, com 1m34s433; a segunda, na 34, com 1m34s371; a terceira na 38, com 1m34s311; a quarta na 40, com 1m34s218 e a última, com o recorde, na volta 41, com 1m34s080. Na volta 33, num momento bizarro, Magnussen ousou tentar um X em Alonso, mas fracassou e foi gozado pelo espanhol pelo rádio: “Idiota”.

A partir da volta 35, Vettel partiu para uma verdadeira caçada a Ricciardo.proporcionando a melhor disputa da prova. O alemão usou o asa móvel várias vezes, mas o australiano resistiu, inclusive ajudado por Alonso, que na volta 48 facilitou a passagem de Ricciardo, mas atrapalhou Vettel,fazendo-o perder tempo.  Essa briga e alguns pegas no pelotão intermediário foram os momentos mais interessantes da corrida, pois na frente Verstappen e Hamilton não eram importunados e mantinham tranquilamente as posições. Depois da bandeirada final, Stroll e Vetel se enroscaram e o alemão teve a suspensão traseira quebrada, tendo de voltar ao box de carona com Magnussen.

Resultados

 

Pos. Piloto Equipe Tempo
1 Max Verstappen Red Bull 1h30m01s290
2 Lewis Hamilton Mercedes a 12s770
3 Daniel Ricciardo Red Bull 22s19
4 Sebastian Vettel Ferrari 37s362
5 Valtteri Bottas Mercedes 56s021
6 Sergio Perez Force India 1m18s630
7 Stoffel Vandoorne McLaren 1 volta
8 Lance Stroll Williams 1 volta
9 Felipe Massa Williams 1 volta
10 Esteban Ocon Force India 1 volta
11 Fernando Alonso McLaren 1 volta
12 Kevin Magnussen Haas 1 volta
13 Romain Grosjean Haas 1 volta
14 Pierre Gasly Toro Rosso 1 volta
15 Jolyon Palmer Renault 1 volta
16 Nico Hulkenberg Renault 1 volta
17 Pascal Wehrlein Sauber 1 volta
18 Marcus Ericsson Sauber 2 volta
Não completou
Carlos Sainz Toro Rosso
Não largou
Kimi Raikkonen Ferrari

 

Classificação

Pilotos

 

Pos. Piloto Equipe Pontos
1 Lewis Hamilton Mercedes 281
2 Sebastian Vettel Ferrari 247
3 Valtteri Bottas Mercedes 222
4 Daniel Ricciardo Red Bull 177
5 Kimi Raikkonen Ferrari 138
6 Max Verstappen Red Bull 93
7 Sergio Perez Force India 76
8 Esteban Ocon Force India 57
9 Carlos Sainz Toro Rosso 48
10 Nico Hulkenberg Renault 34
11 Felipe Massa Williams 33
12 Lance Stroll Williams 32
13 Romain Grosjean Haas 26
14 Stoffel Vandoorne McLaren 13
15 Kevin Magnussen Haas 11
16 Fernando Alonso McLaren 10
17 Jolyon Palmer Renault 8
18 Pascal Wehrlein Sauber 5
19 Daniil Kvyat Toro Rosso 4
20 Marcus Ericsson Sauber 0
21 Antonio Giovinazzi Ferari 0
22 Jenson Button McLaren 0
23 Paul di resta Williams 0
24 Pierre Gasly Toro Rosso 0

Equipes

Pos. Equipe Pontos
1 Mercedes 503
2 Ferrari 385
3 Red Bull 270
4 Force India 133
5 Williams 65
6 Toro Rosso 52
7 Renault 42
8 Haas 37
9 McLaren 23
10 Sauber 5