Malásia 2016

Data – 2 de outubro de 2016
Circuito – Sepang – Kuala Lumpur
Pista – 5.543 metros
Voltas – 56 – 310,408 km
Pole – Lewis Hamilton – Mercedes – 1m32s850
Vencedor – Daniel Ricciardo – Red Bull
Tempo – 1h37m27s776
Volta mais rápida – Nico Rosberg – Mercedes – 44 – 1m36s424
Líderes – Lewis Hamilton (1-20), Daniel Ricciardo (21), Max Verstappen (22), Lewis Hamilton (23-40), Daniel Ricciardo (41-56)

Classificação

Lewis Hamilton, da Mercedes, bateu duas vezes o recorde da pista de Sepang, para conquistar a sua 3ª pole position consecutiva da temporada e a 57ª da carreira, no GP da Malásia 2016. Na segunda fase da classificação. o piloto inglês marcou 1m33s046 e na terceira e última, o Q3, cravou 1m32s850, para superar a marca de 1m33s074, de Michael Schumacher, que vigorava desde 2004. Nico Rosberg, atual líder do campeonato, só conseguiu a segunda posição do grid, para largar da primeira fila, ao lado do companheiro na última tentativa e com o cronômetro zerado, quando fez o tempo de 1m33s264.

Os dois pilotos da Red Bull, Max Verstappen e Daniel Ricciardo largaram da segunda fila, enquanto Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen, da Ferrari, nessa ordem, formaram a terceira fila. Felipe Massa saiu da 10ª posição, uma à frente do companheiro Valtteri Bottas, na primeira vez no top 10, desde o GP do Azerbaijão. Felipe Nasr largou do 18º lugar, atrás de Marcus Ericsson, também da Sauber. Fernando Alonso, da McLaren, punido com a perda de 45 posições, por troca de componentes da unidade de potência, saiu da 22ª e última posição.
A etapa de classificação do GP da Malásia foi disputada com tempo bom, com 30 graus ambiente 40 na pista, mas no final houve ameaça de chuva, que poderá acontecer hoje, tornando imprevisíveis as estratégias e resultados da corrida.
Três minutos antes do início da sessão, enquanto os demais pilotos se preparavam para entrar e alguns já estavam no carro, Rosberg batia bola com um mecânico atrás da garagem da Mercedes. Mas o alemão foi um dos primeiros a entrar na pista e registrar tempo, logo depois de Wehrlein, com 1m36s999, e Ocon, com 1m37s441. Ele fez 1m34s460, mas foi imediatamente superado por Lewis Hamilton, com 1m34s444. Nos primeiros cinco minutos, Hulkenberg ocupou o 3º lugar, com 1m34s827; Perez, o 4º, com 1m35s391; Raikkonen, o 5º, com 1m35s459. No final, Raikkonen baixou seu tempo para 1m34s556, e Vettel, para 1m34s556, passando para 3º e 4º lugares, respectivamente.

Felipe Massa terminou a etapa com 1m34s422, à frente de Bottas, com 1m34s577. No último minuto, Felipe Nasr conseguiu chegar à 16ª posição e parecia ter garantido lugar no Q2, quando foi surpreendido por Button e Grosjean. Alonso deu apenas 5 voltas, para marcar tempo e garantir o lugar no grid. Com Nasr e Alonso, foram eliminados Ericsson, Palmer, Ocon e Wehrlein.
Na Q2, logo na primeira volta lançada, Hamilton fez o tempo recorde de 1m33s046, seguido de Rosberg, com 1m33s609. Verstappen fez 1m33s775; Ricciardo, 1m33s888; Vettel, 1m33s970, e Button fez 1m34s431, para superar Massa, com 1m34s422, e tirar Bottas, com 1m34s577, do Q3. Nessa etapa, foram eliminados, além de Bottas, Grosjean, Gutierrez, Magnussen, Kvyat e Sainz.
Na Q3, também já na primeira tentativa, Hamilton voltou a bater o recorde da pista, com 1m32s850, depois de Verstappen fazer 1m33429, Ricciardo, 1m33s526 e Vettel, 1m33s916. Rosberg chegou a estar na 5ª posição, mas, faltando 1m30 para o final do treino, cravou 1m33s264, para garantir o segundo lugar no grid. Button voltou a tomar o 7º posto de Massa, que foi superado também por Hulkenberg e Perez e terminou na 10ª posição.

Grid

1 Lewis Hamilton
Mercedes
1m32s850
2 Nico Rosberg
Mercedes
1m33s264
3 Max Verstappen
Red Bull
1m33s420
4 Daniel Ricciardo
Red Bull
1m33s467
5 Sebastien Vettel
Ferrari
1m33s584
6 Kimi Raikkonen
Ferrari
1m33s632
7 Sergio Perez
Force India
1m34s319
8 Nico Hulkenberg
Force India
1m34s489
9 Jenson Button
McLaren
1m34s518
10 Felipe Massa
Williams
1m34s671
11 Valtteri Bottas
Williams
1m34s577
12 Romain Grosjean
Haas
1m35s001
13 Esteban Gutierrez
Haas
1m35s097
14 Kevin Magnussen
Renault
1m35s277
15 Daniil Kvyat
Toro Rosso
1m35s369
16 Carlos Sainz
Toro Rosso
1m35s374
17 Marcus Ericsson
Sauber
1m35s816
18 Felipe Nasr
Sauber
1m35s949
19 Jolyon Palmer
Renault
1m35s999
20 Esteban Ocon
Manor
1m36s435
21 Pascal Wehrlein
Manor
1m36s587
22 Fernando Alonso
McLaren
1m37s155

Fernando Alonso largou do último lugar, depois de sofrer a perda de 45 posições por troca de motores

Corrida

Depois de liderar praticamente toda a corrida, Lewis Hamilton teve o motor quebrado na volta 40 e a Red Bull fez a dobradinha no GP da Malásia, em Kuala Lumpur, no dia 2 de outubro, com Daniel Ricciardo em 1º e Max Verstappen, em 2º. Para completar o percurso em 1m37m12s776, o australiano teve que resistir a um forte ataque, principalmente na volta 38, quando correram roda a roda e o jovem holandês tentou dar um x no companheiro. Com a dobradinha, a Red Bull impediu que a Mercedes conquistasse o título das equipes com 5 corridas de antecipação.
Nico Rosberg chegou em terceiro, depois de superar dois grandes obstáculos, o primeiro na largada, quando foi tocado por Sebastian Vettel e caiu para 17º, e o segundo no final, ao ser punido com 10 segundos no tempo, por forçar a passagem e tocar em Kimi Raikkonen na volta 38. O alemão teve de fazer um grande esforço para lograr uma vantagem de 11 segundos sobre Raikkonen, o 4º colocado. Com a colocação, Rosberg aumentou para 23 pontos a vantagem sobre Hamilton (288 a 265), na liderança do campeonato.
Felipe Massa teve problema no acelerador no grid, não conseguiu sair para a volta de apresentação, teve de largar do pitlane e chegou em 13º, sem poder usufruir da boa 7ª colocação que tinha obtido na classificação. Felipe Nasr abandonou a pista na volta 39, com problemas nos freios, enquanto Fernando Alonso e Jenson Button voltaram a levar a McLaren à zona de pontuação, com o espanhol em 7º e o inglês em 9º.
Na largada, Hamilton manteve a liderança, mas Rosberg perdeu a segunda posição, tocado por Vettel, que também atingiu Verstappen. Este conseguiu manter a posição, mas Rosberg caiu para o 17º lugar e Vettel teve que deixar a corrida, com a suspensão dianteira quebrada. Massa ficou para no grid, foi empurrado para o box e largou do pitlane, depois de os seus mecânicos conseguirem sanar o problema do acelerado em apenas 15 segundos. O incidente provocado por Vettel obrigou a introdução da segurança virtual, vários pilotos aproveitaram para fazer a primeira parada e Rosberg pode ganhar várias posições. Massa, um dos que pararam, teve de voltar ao box duas voltas depois, para trocar um pneu furado.
Na volta 9, Grosjean rodou, provocando nova segurança virtual, aproveitada por Rosberg e Verstappen para fazerem a primeira troca de pneus, passando dos macios aos duros. Na 10ª volta, os 10 primeiros eram Hamilton, Ricciardo, Verstappen, Raikkonen, Perez, Button, Hulkenberg, Bottas, Grosjean e Alonso. Depois de nova bateria de pit stops, Raikkonen passou a 3º; Verstappen a 4º e Bottas a 5º colocado, enquanto Rosberg subia para a 11ª posição.
Na volta 22, depois da primeira parada de Hamilton, Verstappen assume a liderança e Ricciardo, que também parou volta em 3º, atrás dos dois. A essa altura, Rosberg intensifica a sua corrida de recuperação, passa por vários adversários e na volta 30 ocupa o 5º lugar.Na 38, depois de três tentativas de asa aberta, o alemão ultrapassa Raikkonen, ganhando o 4º lugar, na manobra que lhe valeu a punição de 10 segundo no tempo final.

Nessa mesma volta 38, Ricciardo e Verstappen começaram a disputa pelo segundo lugar, com o australiano, como já foi dito, resistindo ao ataque do companheiro. Essa disputa continuou depois da volta 40, mas então pela vitória na corrida, após Hamilton deixar a pista com o motor estourado. Na volta 42, a roda dianteira esquerda de Grosjean se soltou, rolou pela pista e o fez perder o controle do carro, indo parar na areia. Na 44, Rosberg, já terceiro colocado e buscando aumentar a vantagem sobre Raikkonen, fez a volta mais rápida, em 1m36s424.

Resultados

1 Daniel Ricciardo Red Bull 1h37m27s776
2 Max Verstappen Red Bull a 2s443
3 Nico Rosberg Mercedes 25s516
4 Kimi Raikkone Ferrari 28s794
5 Valtteri Bottas Williams 1m01s582
6 Sergio Perez Force India 1m03s794
7 Fernando Alonso McLaren 1m05s205
8 Nico Hulkenberg Force India 1m14s062
9 Jenson Button McLaren 1m21s816
10 Jolyon Palmer Renault 1m33s466
11 Carlos Sainz Toro Rosso 1m38s878
12 Marcus Ericsson Sauber 1 volta
13 Felipe Massa Williams 1 volta
14 Daniil Kvyat Toro Rosso 1 volta
15 Pascal Wehrlein Manor 1 volta
16 Esteban Ocon Manor 1 volta

Não complateram

Felipe Nasr Sauber 45 – freios
Lewis Hamilton Mercedes 41-motor
Esteban Gutierrez Haas 39-perda de roda
Kevin Magnussen Renault 17-perda de potência
Romain Grosjean Haas 7 – freios
Sebastian Vettel Ferrari 0-acidente

Classificação

Pilotos
1 Nico Rosberg 288
2 Lewis Hamilton 265
3 Daniel Ricciardo 204
4 Kimi Raikkonen 160
5 Sebastian Vettel 153
6 Max Verstappen 147
7 Valtteri Bottas 80
8 Sergio Perez 74
9 Nico Hulkenberg 50
10 Fernando Alonso 42
11 Felipe Massa 41
12 Carlos Sainz 30
13 Romain Grosjean 28
14 Daniel Kvyat 25
15 Jenson Button 19
16 Kevin Magnussen 7
17 Jolyon Palmer 1
18 Pascal Wehrlein 1
19 Stoffel Vandoorne 1
20 Pascal Wehrlein 0
21 Esteban Gutierrez 0
22 Felipe Nasr 0
23 Rio Haryanto 0

Equipes

1 Mercedes 553
2 Red Bull 359
3 Ferrari 313
4 Force India 124
5 Williams 121
6 McLaren 62
7 Toro Rosso 47
8 Haas 28
9 Renault 8
10 Manor 1
11 Sauber 0