Japão – 2017

Data – 08 de outubro de 2017

Circuito – Circuito de Suzuka

Pista – 5.807 metros

Voltas – 53 – 307,471 km,

Pole – Lewis Hamilton – Mercedes – 1m27s319

Vencedor –  Lewis Hamilton – Mercedes

Tempo –  1h27m31s194

Volta mais rápida – Valtteri Bottas – Mercedes  – 50 – 1m33s144

Líderes – Lewis Hamilton (1-22), Daniel Ricciardo (23-25), Valtteri Bottas (26-27), Lewis Hamilton (28-53)

Qualificação

Com dois recordes, Lewis Hamilton conquistou a pole position para o GP do Japão de 2017. Na sua 71ª pole da carreira, a primeira em Suzuka, com o tempo de 1m27s319, o piloto inglês bateu o recorde de volta mais rápida, que era de Kimi Raikkonen, pela McLaren, em 2005, com 1m31s540, e de pole position, mantido por Sebastian Vettel, desde 2011, pela Red Bull, com 1m30s466.

O segundo colocado na etapa de classificação nesta foi Valtteri Bottas, com 1m27s651, mas o finlandês da Mercedes terá de ceder a posição a Sebastian Vettel, da Ferrari, que foi o 3º, com 1m27s791. Bottas, que foi o mais rápido no terceiro treino livre, mas teve de deixar a pista antes do final devido a acidente, perdeu 5 posições no grid, por troca da caixa de câmbio, e sairá da 6ª posição. A segunda fila do grid teve os dois carros da Red Bull, com Daniel Ricciardo, que fez o tempo de 1m28s306, e Max Verstappen,com 1m28s332. O brasileiro Felipe Massa, da Williams, largou da 8ª posição, com 1m29s480.

O grid do Grande Prêmio do Japão teve outras alterações em relação aos resultados da classificação, por causa de punições impostas aos pilotos: além de Bottas, Raikkonen perdeu 5 posições por troca de câmbio; Carlos Sainz e Jolyon Palmer perderam 20 posições por troca de elementos do motor e Fernando Alonso foi punido com 35 posições por troca de motor.

Ao contrário do segundo treino livre de sexta-feira, disputado sob forte aguaceiro, o treino de sábado de manhã e a classificação, à tarde, tiveram tempo bom e pista seca. A temperatura ambiente era de 23 graus e a da pista de 27 graus. Na Q1,Hamilton, Ericsson, Gasly, Vettel foram os primeiros na pista, para voltas de instalação. Hamilton, com pneus macios, foi o primeiro a abrir volta cronometrada, fazendo o tempo de 1m29s507 e, em seguida, cravando 1m29s395.  Na sequencia, Vettel marcou 1m29s772 e Bottas, após abortar a primeira tentativa, por escapada e quase batida na curva Degner, obteve 1m29s332, garantindo a segunda colocação.

Aos 11 minutos da fase, Verstappen chegou a liderar, com 1m29s181, mas logo Hamilton retomou a liderança com 1m27s047. E Verstappen ainda foi superado também por Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo. Felipe Massa que esteve na 14ª posição, passou à Q2 em 9ª, com 1m20s352.  A Q1 terminou sob bandeira vermelha, devido a acidente com Grosjean, que saiu da pista e bateu forte na barreira entre as curvas 5 e 6. Além do piloto da Haas, foram eliminados Pierre Gasly, Lance Stroll, Marcus Ericsson, e Pascal Wehrlein. Stroll alegou ter sido prejudicado por Perez e a reclamação ficou em investigação.

Na Q2, retardada pela recuperação da pista, no local do acidente de Grosjean, novamente Hamilton foi o primeiro a deixar o box, seguido de Vettel, Raikkonen e Bottas. O inglês foi também o primeiro a abrir volta, fazendo, com pneus supermacios, 1m27s819, já recorde de volta mais rápida e pole em Suzuka. Raikkonen que ocupou a pista ao mesmo tempo que o inglês, fez 1m29s079, Vettel, 1m28s482 e Bottas, 1m28s893. No minuto final, Alonso tomou a 10ª posição com companheiro Vandoorne, eliminado ao lado de Nico Hulkenberg, Jolyon Palmer.Kevin Magnussen e Carlos Sainz. Passaram para a etapa seguinte, pela ordem: Hamilton, Vettel, Bottas, Verstappen, Ricciardo, Raikkonen, Ocon, Perez, Massa e Alonso.

Na Q3, o ritual se repetiu. Hamilton foi o primeiro na pista, seguido por Bottas, Verstappen, Vettel, Ricciardo e Raikkonen. Bottas foi o primeiro a abrir volta, fazendo 1m27s986, enquanto Hamilton, também com pneus supermacios, marcava 1m27s345 e Vettel, 1m28s807. A 1m07 do final, Hamilton fez a volta voadora de 1m27s319; Bottas, 1m27s651; Vettel, 1m27s791; Ricciardo, 1m Verstappen, 1m28s306 e Verstappen, 1m28s332. Felipe Massa ficou em 9º, com 1m29s480.

Grid

Com as varias punições e perdas de posições, o grid para o GP do Japão ficou assim:

1 Lewis Hamilton

Mercedes

1m27s319

2 Sebastian Vettel

Ferrari

1m27s791

3 Daniel Ricciardo

Red Bull

1m28s306

4 Max Verstappen

Red Bull

1m28s332

5 Esteban Ocon

Force India

1m29s111

6 Valtteri Bottas

Mercedes

1m27651

7 Sergio Peerz

Force India

1m29s260

8 Felipe Massa

Williams

1m29s480

9 Stoffell Vandoorne

McLaren

1m29s778

10 Kimi Raikkonen

Ferrari

1m28s498

11 Nico Hulkenberg

Renault

1m29s879

12 Kevin Magnussen

Haas

1m29s972

13 Romain Grosjean

Haas

1m30s849

14 Pierre Gasly

Toro Rosso

1m31s317

15 Lance Stroll

Williams

1m31s409

16 Marcus Ericsson

Sauber

1m31s597

17 Pascal Wehrlein

Sauber

1m31s885

18 Jolyon Palmer

Renault

1m30s022

19 Carlos Sainz

Toro Rosso

1m30s413

20 Fernando Alonso

McLaren

1m30s687

Corrida

Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu, no circuito de Suzuka, o Grande Prêmio do Japão de 2017 e ficou mais perto da conquista do seu tetracampeonato, graças ao abandono do concorrente mais próximo, Sebastian Vettel, logo nas primeiras voltas da corrida. Um problema com uma vela de 160 reais tirou a potência do motor e obrigou o piloto alemão a parar logo na 7ª volta..  Agora, a diferença entre os dois passou de 34 para 59 pontos (306 a 247) e o 4º lugar nas últimas quatro corridas já garante o título ao piloto inglês. E Vettel ainda corre o risco de ser ultrapassado por Valtteri Bottas, que chegou aos 234 pontos.  No tempo de 1h27m31s193, essa foi a 3ª vitória de Hamilton em Suzuka, a 8ª da temporada e a 61ª da carreira, número só superado por Michael Schumacher.

O segundo lugar do pódio em Suzuka ficou com Max Verstappen, da Red Bull, a 1m211s do vencedor, seguido pelo companheiro Daniel Ricciardo, a 9s679 de Hamilton. Valtteri Bottas foi o 4º colocado, depois de exercer forte pressão sobre Ricciardo no final da corrida, quando, na 50, fez a melhor volta com 1m33s144. Felipe Massa , que largou em 8º, chegou em 10º, após ser ultrapassado por Grosjean e Magnussen e ser pressionado por Fernando Alonso, que largou da última posição e fez uma boa corrida de recuperação.

A corrida se desenvolveu sob tempo bom e temperatura em torno de 36 graus. Ainda no grid, a Ferrari detectou problema na vela do motor de Vettel, mas julgou ter resolvido e liberou a participação do piloto. Na largada, Hamilton confirmou a pole tranquilamente, enquanto Verstappen passava por Ricciardo, para ser o 3º e logo à frente, no grampo, passou também por Vettel, para chegar ao 2º lugar. Hulkenberg pressionou Raikkonen obrigando-o a sair pela zebra e perder várias posições.  Ainda na primeira volta, Vettel caiu para o 6º lugar; Ocon pulou para o 3º lugar, passando por Raikkonen, e Sainz saiu da pista, indo de bico contra a barreira, obrigando a entrada do carro segurança.

Na relargada, na 3ª volta, Perez também passou por Vettel e Hamilton, Verstappen Ocon, Ricciardo e Bottas mantiveram as cinco primeiras posições. Na volta 4, Massa também ultrapassou Vettel e na seguinte a equipe chamou o alemão para o box e decidiu pelo seu abandono depois de constatar a impossibilidade de reparar a falha.  Na 8ª volta, Ericsson saiu da pista e também bateu de frente na barreira, decretando nova segurança virtual, que perdurou até a volta 11, quando Ricciardo passou por Ocon. Na 12, também com asa aberta, Bottas também ultrapassa o piloto da Force India. Na volta 20, os 10 primeiros eram Hamilton, Verstappen, Ricciardo, Bottas,Ocon, Perez, Raikkonen, Hulkenberg, Magnussen e Grosjean. Massa que parou na 18ª volta, retornou na 14ª colocação.

Na volta 21, Ocon para e cai 3 posições, ficando atrás de Grosjean (7º), Gasly (8º) e Palmer (9º). Na volta 23, Verstappen faz a sua parada e volta em 4º, atrás de Hamilton, que também faz sua troca nessa volta e fica atrás de Ricciardo e Bottas.  Na volta 26, Ricciardo para e Botas assume a liderança. Na volta 38, Hamilton reclama que Bottas está lento e permite a aproximação de Verstappen e a equipe manda que o finlandês ceda a posição ao companheiro. Durante três voltas, até fazer sua troca de pneus, Bottas segura Verstappen e garante o avanço de Hamilton. Depois da saída de Bottas, porém, Verstappen diz à equipe que seus pneus estão bem, mas Hamilton reclama de desgaste dos compostos traseiros, temendo ser alcançado.

Na volta 43, Magnussen pressiona Massa, chega a levantar poeira da grama e passa pelo brasileiro. Grosjean aproveita para também pressiona e passa depois de tocar o piloto da Williams.  Na volta 48, Lance Stroll, com a roda dianteira direita quebrada, passa direto na curva e para na grama, provocando segurança virtual. Na relargada, Bottas faz a volta mais rápida, 1m33s144 e força, usando a asa móvel pelo menos três vezes, mas não consegue ultrapassar Ricciardo.  Na volta 52, Verstappen chega em Hamilton e ameaça ultrapassar e ganhar a corrida, mas é atrapalhado por dois retardatários e tem que se contentar como segundo lugar.

Resultados

Pos. Piloto Equipe Tempo
1 Lewis Hamilton Mercedes 1h27m31s193
2 Max Verstappen Red Bull a 1s211
3 Daniel Ricciardo Red Bull 9s679
4 Valtteri Bottas Mercedes 10s580
5 Kimi Räikkönen Ferrari 32s622
6 Esteban Ocon Force India 1m07s780
7 Sergio Pérez Force India  1m11s424
8 Kevin Magnussen Haas 1m28s953
9 Romain Grosjean Haas 1m29s.883
10 Felipe Massa Williams 1 volta
11 Fernando Alonso McLaren 1 volta
12 Jolyon Palmer Renault 1 volta
13 Pierre Gasly Toro Rosso 1 volta
14 Stoffel Vandoorne McLaren 1 volta
15 Pascal Wehrlein Sauber 2 voltas
Não completaram
Lance Stroll Williams Roda – 48
Nico Hülkenberg Renault DRS – 42
Marcus Ericsson Sauber Acidente – 8
Sebastian Vettel Ferrari Vela – 5
Carlos Sainz Toro Rosso Acidente – 0

 

Classificação 

Pilotos

 

Pos. Piloto Equipe Pontos
1 Lewis Hamilton Mercedes 306
2 Sebastian Vettel Ferrari 247
3 Valtteri Bottas Mercedes 234
4 Daniel Ricciardo Red Bull 192
5 Kimi Raikkonen Ferrari 148
6 Max Verstappen Red Bull 111
7 Sergio Perez Force India 82
8 Esteban Ocon Force India 65
9 Carlos Sainz Toro Rosso 48
10 Nico Hulkenberg Renault 34
11 Felipe Massa Williams 34
12 Lance Stroll Williams 32
13 Romain Grosjean Haas 28
14 Kevin Magnussen Haas 15
15 Stoffel Vanoorne McLaren 13
16 Fernando Alonso McLaren 10
17 Jolyon Palmer Renault 8
18 Pascal Wehrlein Sauber 5
19 Daniil Kvyat Toro Rosso 4
20 Marcus Ericsson Sauber 0
21 Antonio Giovinazzi Ferari 0
22 Jenson Button McLaren 0
23 Paul di resta Williams 0
24 Pierre Gasly Toro Rosso 0

Equipes

Pos. Equipe Pontos
1 Mercedes 540
2 Ferrari 395
3 Red Bull 303
4 Force India 147
5 Williams 66
6 Toro Rosso 52
7 Haas 43
8 Renault 42
9 McLaren 23
10 Sauber 5

Essa foi a última corrida de Carlos Sainz pela Toro Rosso. Já nos Estados Unidos ele correrá pela Renault, sua nova equipe.