Hungria 2018

Data – 29 de julho de 2018

Circuito – Hungaroring

Pista – 4.381 metros

Voltas – 70 – 306,630 km

Pole –  Lewis Hamilton – Mercedes – 1m35s658

Vencedor  –  Lewis Hamilton – Mercedes

Tempo – 1h37m16s427

Volta mais rápida –  Daniel Ricciardo – Red Bull – 46 – 1m20s012

Líderes – Lewis Hamilton (1-25), Sebastian Vettel (26-39), Lewis Hamilton (40-70)

 Homenagem  – De luto pela morte do presidente da Ferrari e da Fiat, Sergio Marchione, a equipe da Ferrari usou faixa preta no braço, durante o GP da Hungria. Os carros levaram também uma faixa preta na pintura e no motorhome a bandeira da equipe foi hasteada a meio mastro. Sergio Marchione, italiano, morreu no dia 25 de julho, aos 66 anos.

 Qualificação

Um temporal no fim da Q3 decidiu a disputa da pole position para o GP da Hungria 2018. Depois de um desempenho apenas regular em pista seca, o piloto inglês da Mercedes surpreendeu no momento decisivo. Com o tempo de 1m35s658, numa última volta quase perfeita, superou em 0s260 o companheiro de equipe, Valtteri Bottas. As Ferraris, que tinham andado bem nos treinos livres, com pista seca, mas ficaram mais de um minuto atrás das rivais. Kimi Raikkonen foi 3°, com 1m36s186, e Sebastian Vettel, o 4º, com 1m36s610, Carlos Sainz Jr e Pierre Gasly surpreenderam e formaram a 3º fila. A Red Bull só conseguiu um 7º lugar, com Max Verstappen, e Daniel Ricciardo, que não passou à Q3, foi o 12º do grid.

 Q1 – Depois de treinos livres em pista seca, 15 minutos antes de começar a sessão de qualificação começou a chover, obrigando todos os pilotos a usarem pneus intermediários. Todavia, com a pista começando a secar, os compostos começaram a se desgastar e todos passaram aos slicks ultramacios. Então, se revezaram na liderança Carlos Sainz, Kevin Magnussen, Nico Hulkenberg, Romain Grosjean, Kimi Raikkonen. Sebastian Vettel e Lewis Hamilton. Depois disso, Raikkonen consegue excelentes tempos com os slicks e assume a ponta. Faltando três minutos, Grosjean, Verstappen, Bottas e Hamilton fechavam Top 5; Vettel era apenas 14º e Ricciardo, com pneus macios, apenas 12º. Na sua última volta, Vettel melhora o tempo e assume a 1ª colocação, mas é superado por Kimi e Hamilton, que crava 1m17s400, 1 minuto para o fim. Numa sessão tumultuada, foram eliminado Stoffel Vandoorne, Charles Leclerc, Esteban Ocon, Sergio Perez e Sergey Sirotkin.

Q2 – No início da segunda fase do treino, quando a maioria dos pilotos já aguardava na saída da pit lane com pneus slicks ultramacios, a chuva voltou a cair com força. Sebastian Vettel e a Ferrari tiveram tempo para colocar pneus intermediários, e o alemão foi o único a fazer uma volta com a pista ainda em condições razoáveis. Os demais tiveram de voltar aos boxes para colocar pneus intermediários. O primeiro a marcar tempo foi Vettel com 1m28s363. Em seguida Sainz marca 2º melhor tempo, mas mais de 2 segundos atrás do alemão. Verstappen, Hamilton, Gasly e Bottas completam os seis primeiros. Faltando 8 minutos, os eliminados eram Alonso, Hulkenberg, Ricciardo, Ericsson e Stroll. Com o aumento da chuva, Stroll e Kimi rodam, mas passam à Q3. Vettel, Sainz, Verstappen, Hamilton, Gasly, terminam a etapa nessa ordem. terminam a etapa no TOP5. Ricciardo, Alonso, Hulkenberg, Ericsson e Stroll são eliminados.

Q3 – A chuva continuou intensa no início da Q3, e todos os pilotos entraram na pista com pneus de chuva extrema. Verstappen é o primeiro a marcar tempo (1m38s923), mas, em seguida Hamilton, Bottas e Kimi ficam na casa de 1m37 e assumem as primeiras posições. Faltando 6 minutos, Hamilton marca 1m36s648 e deixa Kimi quase 1 segundo atrás, mas logo o finlandês assume a pole temporária. A essa altura, Sainz chega também à casa de 1m36 e alcança a 3ª posição, enquanto. Vettel é apenas 5º. Nos minutos finais, a pista melhorou um pouco mais, e todos partiram para suas últimas tentativas. Vettel chegou a assumir o segundo lugar, mas Bottas foi ainda mais rápido e ultrapassou a dupla da Ferrari. Foi então que Hamilton colocou as coisas no lugar e, na última volta do treino, conquistou a sua 77ª pole position da carreira. Bottas completou a dobradinha da Mercedes na primeira fila. Kimi e Vettel formaram a 2ª fila. Em seguida colocaram-se Sainz, Gasly, Verstappen, Hartley, Magnussen e Grosjean.

  Grid

 

1 Lewis Hamilton

Mercedes

1m35s658

2 Valtteri Bottas

Mercedes

1m35s918

3 Kimi Raikkonen

Ferrari

1m36s186

4 Sebastian Vettel

Ferrari

1m36s210

5 Carlos Sainz Jr

Renault

1m36s743

6 Pierre Gasly

Toro Rosso

1m37s591

7 Max Verstappen

Red Bull

1m38s032

8 Brendon Hartley

Toro Rosso

1m38s128

9 Kevin Magnussen

Haas

1m39s858

10 Romain Grosjean

Haas

1m40s593

11 Fernando Alonso

McLaren

1m35s214

12 Daniel Ricciardo

Red Bull

1m36s442

13 Nico Hulkenberg

Renault

1m36s506

14 Marcus Ericsson

Sauber

1m37s075

15 Stoffel Vandoorne

McLaren

1m18s560

16 Charles Leclerc

Sauber

1m18s817

17 Esteban Ocon

Force India

1m19s242

18 Sergio Perez

Force India

1m19s200

19 Sergey Sirotkin

Williams

1m19s301

20 Lance Stroll

Williams

sem tempo

Lance Stroll largou da pit lane, depois de trocar a asa dianteira

Corrida

Lewis Hamilton confirmou a pole position e venceu o GP da Hungria 2018, no circuito Hungaroring e ampliou para 24 pontos (213 a 189) a sua vantagem sobre Sebastian Vettel, da Ferrari, vice-líder do campeonato da Fórmula 1. O piloto inglês da Mercedes cobriu o percurso de 4.381 metros em 1h37m16s127, 17s123 à frente do principal rival. Kimi Raikkonen, da Ferrari, completou o pódio, em 3º lugar, a 20s101 do vencedor. Valtteri Bottas, da Mercedes, que era 2º no grid e foi ultrapassado por Vettel e Raikkonen, ainda perdeu posição para Daniel Ricciardo, da Rede Bull, e terminou em 5º.

Antes do início da corrida, foi respeitado um minuto de silêncio em memória de Sergio Marchionne. A largada foi tranquila para a Mercedes, que seguiu com Hamilton e Bottas em primeiro e segundo. Vettel passou por Raikkonen e subiu para terceiro, mesmo usando pneus menos aderentes. Ricciardo quase estragou uma corrida de recuperação ao tocar com mais força na traseira de Ericsson. O australiano terminou a primeira volta em 14º e precisou tentar três vezes até conseguir superar Vandoorne e subir para 13º. O primeiro abandono aconteceu ao fim da primeira volta, quando Leclerc sofreu uma quebra. Max Verstappen também deixou a pista na volta 5, por perda de potência do motor. Na frente, Hamilton encaixava volta mais rápida atrás de volta mais rápida, para não dar chance à estratégia diferente de Vettel, preso atrás de Bottas. Com a quebra de Verstappen Gasly passou a 5º e Magnussen, Sainz, Hartley e Hülkenberg também ganharam posições. Ricciardo entrou na zona de pontos na volta 11, quando passou Grosjean. O australiano tirava proveito da zona de DRS da reta principal, encaixando manobras na curva 1 com certa tranquilidade. Na volta 13, a vitima foi Hülkenberg. Na 14, Ricciardo passou por Hartley, subindo para 8º. Räikkönen foi o primeiro dos ponteiros a ir aos boxes. O finlandês colocou pneus macios na volta 15, talvez com a expectativa de pressionar a Mercedes. A equipe alemã reagiu, chamando Bottas para fazer o mesmo na volt 16. Enquanto isso, Hamilton acumulava voltas mais rápidas, indicando que o pit stop estava próximo. Mas logo o inglês começou a perder ritmo e a vantagem sobre Vettel baixou de 8s6 para 6s5, em sete voltas. Ele parou na volta 26, colocando pneus macios, dando a impressão que não faria mais paradas, seguindo com o composto por 44 voltas. Logo, porém, a situação começou a mudar e, na volta 33, era favorável à Ferrari: Vettel, que assumira a liderança com a parada de Hamilton, não permitia a aproximação do adversário, até aumentando a vantagem de 13s para 14s. Logo atrás, Räikkönen colava em Bottas na briga pelo terceiro lugar. Na volta 39, Räikkönen fez o segundo pit stop voltando a colocar macios. Na volta 40, Vettel teve uma parada lenta e voltou logo atrás do Bottas, que passou a ser escudeiro de Hamilton, já vítima de desgaste mais acentuado. Vettel até ensaiou uma ofensiva nas duas primeiras voltas, mas não teve sucesso. Em questão de poucas voltas, a corrida passou a favorecer Hamilton, com condições para administrar os pneus e evitar problemas no fim. Mais atrás, a McLaren também teve sucesso com sua estratégia de pneus. A equipe, que largou fora da zona de pontos, cresceu muito ao retardar a primeira parada. Com isso, Alonso e Vandoorne subiram para oitavo e nono lugares, respectivamente. O belga, porém, não foi muito além: na volta 51, o carro quebrou, causando um breve acionamento do safety car virtual. Ninguém aproveitou a oportunidade de parada e a corrida entrou numa fase de calmaria. A mudança só veio na volta 64, quando Vettel finalmente passou Bottas, na saída da curva 1. Na curva 2, o finlandês tentou dar o troco, mas errou a freada e atingiu a traseira do alemão. A asa dianteira de Bottas quebrou, enquanto Vettel teve sorte ao escapar ileso. Bottas caiu para quarto, perdeu muito ritmo e logo virou alvo de Ricciardo. O australiano sofreu outro toque de Valtteri na tentativa de ultrapassagem e, no incidente, herdou o quarto lugar. Nas duas voltas finais nada mudou: Hamilton confirmou uma vitória importante, com Vettel e Räikkönen completando o pódio.

Resultados

Pos Piloto Equipe Tempo
1 Lewis Hamilton Mercedes 1h37s16s427
2 Sebastian Vettel Ferrari  a 17s123
3 Kimi Raikkonen Ferrari 20s101
4 Daniel Ricciardo Red Bull 46s419
5 Valtteri Bottas Mercedes 1m00s000
6 Pierre  Gasly Toro Rosso 1m13w273
7 Kevin Magnussen Haas 1 volta
8 Fernando Alonso McLaren 1 volta
9 Carlos Sainz Jr Renault 1 volta
10 Romain Grosjean Haas 1 volta
11 Brendon Hartley Toro Rosso 1 volta
12 Nico Hulkenberg Renault 1 volta
13 Esteban Ocon Force India 1 volta
14 Sergio Perez Force India 1 volta
15 Marcus Ericsson Sauber 2 voltas
16 Sergey Sirotkin Williams 2 voltas
17 Lance Stroll Williams 2 voltas
Não completaram
Stoffel Vandoorne McLaren 49 – câmbio
Max Verstappen Red Bull 5 – potência
Charles Leclerc Sauber 0-suspensão

CLASSIFICAÇÃO

Pilotos

Posição Piloto Pontos
Lewis Hamilton 213
Sebastian Vettel 189
Kimi Raikkonen 146
Valtteri Bottas 132
Daniel Ricciardo 118
Max Verstappen 105
Nico Hulkenberg 52
Kevin Magnussen 45
Fernando Alonso 44
10º Sergio Perez 30
11º Carlos Sainz Jr 30
12º Esteban Ocon 29
13º Pierre Gasly 26
14º Romain Grosjean 21
15º Charles Leclerc 13
16º Stoffel Vandoorne 8
17º Marcus Ericsson 5
18º Lance Stroll 4
19º Brendon Hartley 2
20º Sergey Sirotkin 0

Equipes

Posição Equipe Pontos
Mercedes 345
Ferrari 335
Red Bull 223
Renault 82
Haas 66
Force India 59
McLaren 52
Toro Rosso 28
Sauber 18
10º Williams 4