Hungria – 2016

Data –24 de julho de 2016

Circuito – Hungaroring

Pista – 4.381 metros

Voltas – 70 – 306,630 km

Pole –  Nico Rosberg  – Mercedes – 1m19s965

Vencedor – Lewis Hamilton – Mercedes

Tempo – 1h40m30s115

Volta mais rápida – Kimi Raikkonen – Ferrari – 52 – 1m23s086

Líderes –  Lewis Hamilton(1-15), Nico Rosberg (16-17), Lewis Hamilton (18-40), Nico Rosberg (41-42), Lewis Hamilton (43-70)

 Classificação

 Lewis Hamilton, que liderava a classificação, com 1m20s108, teve a sua última volta, quando melhorava o tempo em 3 segundos, abortada por causa de uma rodada de Fernando Alonso logo à sua frente e cedeu a pole position do Grande Prêmio da Hungria de 2016 ao companheiro de Mercedes, Nico Rosberg. O piloto alemão teve de reduzir a velocidade, por causa de bandeira amarela no local do incidente, no segundo setor, mas, com o cronômetro zerado, conseguiu marcar 1m19s965, para tomar a posição de Hamilton. O resultado só foi confirmado quase três horas depois da sessão de classificação, após ouvido o piloto e analisados os dados da telemetria. Foi a 4ª da temporada e a 26ª pole position da carreira de Rosberg. Daniel Ricciardo e Max Verstappen, da Red Bull, formaram a segunda fila do grid, seguidos de Sebastian Vettel, da Ferrari, e Carlos Sainz, da Toro Rosso. Fernando Alonso e Jenson Button, da McLaren, pela primeira vez chegaram ao Q3 e ocuparam as 7ª e 8ª posições, respectivamente.

A sessão de classificação começou com chuva forte e pista encharcada, o que provocou várias rodadas e quatro interrupções do Q1, com bandeira vermelha, por causa de incidentes, um deles envolvendo Felipe Massa, que não completou a etapa e deve largar da 18ª posição. Felipe Nasr, que passou para o Q2 e, por instantes, chegou a ocupar a primeira colocação do Q1, vai sair do 16º lugar. Com a introdução do sistema eletrônico de detecção de ultrapassagem dos limites da pista, vários pilotos tiveram suas voltas anuladas durante o treino.

Por causa da chuva torrencial que caía em Hungaroring, o início da classificação começou com atraso de 20 minutos e depois de várias verificações da pista com o carro de segurança. A sessão começou às 14 e 20 (9 e 20 no Brasil), com todos os carros na pista, com pneus de chuva extrema, para aproveitar ao máximo os minutos de estiagem, pois a chuva deveria voltar cinco minutos depois do início da primeira fase. Massa foi o primeiro a marcar tempo, fazendo 1m49s999, enquanto, nesse período, Perez fazia 1m41s411; Hulkenberg, 1m41s471; Alonso, 1m41971 e Nasr, em 4º, 1m42s390. Rosberg e Hamilton, sem tempo para volta lançada, eram 20º, com 1m48s104, e 21º, com 1m48s428.

Aos 5 minutos, devido à forte chuva, o treino foi interrompido pela primeira bandeira vermelha e a essa altura outros tempos, pela ordem de marcação, eram: Ricciardo, 1m42s414; Bottas, 1m42s965; Verstappen, 42s059, Grosjean, 1m43s349 e Vettel, 1m43s965. Pouco depois de reiniciada a sessão, aos 9 minutos, rodada de Marcus Ericsson provocou uma nova bandeira vermelha que a interrompeu por 15 minutos e, no reinício, Ricciardo, com 1m39s968, e Verstappen, com 1m40s424, assumiram as duas primeiras colocações. Rosberg, com 1m42s233, era o 7º colocado, e Hamilton, com 1m42s471, o 9º. Aos 13m75, ao passar pela zebra da curva 4, Felipe Massa aquaplanou, atravessou a pista e foi de encontro à barreira de pneus, e teve de abandonar o treino. Nasr, Ricciardo, Verstappen, Kvyat e Perez eram, então, os cinco primeiros colocados.

A pista foi reaberta ao faltarem 5m20 para o final e, com a parada da chuva e a pista secando, todos os pilotos voltaram com pneus intermediários, baixando sensivelmente os tempos. Depois de mais uma bandeira vermelha, devido a acidente com Rio Haryanto, Nico Rosberg terminou em 1º, com 1m33s302, seguido de Hamilton, com 1m34s210, e Sebastian Vettel, 1m35s718. Palmer, Massa, Magnussen, Ericsson, Wehrlein e Haryanto não passaram à Q2.

Com sol e pista seca, os pilotos continuaram com pneus intermediários nos primeiros minutos do Q2 e os tempos baixaram mais ainda. Hamilton fez 1m32378, Rosberg, 1m32s413 e Verstappen, 1m31s661. Aos 9 minutos, Bottas, o primeiro a passar os supermacios, assumiu o primeiro lugar, com 1m30s647, mas foi logo superado com Alonso, que também com supermacios, fez 1m29s717, 1m26s047 3 1m23s816. No final dessa etapa, com sol, pista mais seca e todos os pilotos usando os compostos supermacios, houve uma intensa luta por posições, com vários carros se revezando na liderança. E a etapa terminou tendo Verstappen na frente, com 1m22s660, seguido de Rosberg, com 1m22s806, e Daniel Ricciardo, com 1m23s234. Hamilton escapou por pouco da degola, ficando em 10º, com 1m24s836. Os eliminados foram Grosjean, Kvyat, Raikkonen, Perez, Gutierrez e Nasr.

No Q3, todos os pilotos continuaram com os pneus supermacios. Rosberg foi o primeiro a marcar tempo, assumindo a liderança com 1m20s499, mas Hamilton tomou a posição em seguida, com 1m20s108. Essas posições se mantiveram até o minuto final, quando o piloto inglês tentava a última volta rápida, estava 3 segundos mais rápido do que na volta anterior, quando foi obrigado a abortar, para não bater em Alonso. E a pole position caiu no colo de Rosberg, que vinha atrás.

 Grid

 

1 Nico Rosberg

Mercedes

1m19s965

2 Lewis Hamlton

Mercedes

1m20s108

3 Daniel Ricciardo

Red Bull

1m20s180

4 Max Verstappen

Red Bull

1m20s557

5 Sebastian Vettel

Ferrari

1m20s874

6 Carlos Sainz

Toro Rosso

1m21s131

7 Fernando Alonso

McLaren

1m21s211

8 Jenson Buton

McLaren

1m21s597

9 Nico Hulkenberg

Force India

1m21s823

10 Valtteri Bottas

Williams

1m22s182

11 Romain Grosjean

Haas

1m24s941

12 Daniil Kvyat

Toro Rosso

1m25s301

13 Sergio Perez

Force India

1m25s416

14 Kimi Raikkonen

Ferrari

1m25s435

15 Esteban Gutierrez

Haas

1m26s189

16 Felipe Nasr

Sauber

1m26s063

17 Jolyon Palmer

Renault

1m43s965

18 Felipe Massa

Williams

1m43s999

19 Kevin Magnussen

Renault

1m44s543

20 Marcus Ericsson

1m46s984

21 Pascal Wehrlein

Manor

1m47s343

22 Rio Haryanto

Manor

1m50s189

Corrida

Lewis Hamilton venceu praticamente de ponta a ponta o GP da Hungria e assumiu, pela primeira vez na temporada, a liderança do campeonato mundial da F1, com 6 pontos de vantagem (192 a 186). O piloto inglês completou o percurso de 70 voltas em 1h40m30s115, na sua 5ª vitória em Hungaroring, a 5ª deste ano e a 48ª da carreira. Nico Rosberg, que era o pole position, foi ultrapassado na largada e terminou em 2º, a 1m977 do líder, e Daniel Ricciardo, da Red Bull. foi o terceiro no pódio. Kimi Raikkonen, na 52ª, fez a volta mais rápida da corrida, com 1m23s086.

Dos brasileiros, Felipe Nasr, que saiu da 16ª posição, terminou em 13º, e Felipe Massa, largando em 18º, cruzou a linha de chegada na mesma posição, a 2 voltas do vencedor, depois de uma terceira parada não programada, para trocar pneus.

Hamilton e Rosberg estiveram sempre bem próximos durante toda a prova, com, no máximo 2 segundos de diferença. No final, um pequeno erro do inglês baixou a vantagem para 0s6, mas ele reagiu e terminou 1,977 à frente. Ricciardo resistiu a ataque de Vettel, para garantir o 3º lugar, e Max Verstappen e Kimi Raikkonen, que tinha saído da 14ª posição, disputaram o 5º lugar por 15 voltas, com vantagem do holandês, que manteve a posição principalmente depois de duas tentativas mais agressivas do adversário. Fernando Alonso conquistou mais bons pontos para a McLaren, chegando no mesmo 7º lugar de onde tinha largado.

Com tempo bom e pista seca, a maioria dos pilotos largou com pneus supermacios, como 10 primeiros colocados. Só 4 saíram com pneus macios e ninguém com os médios, que só foram usados por Massa e Magnussen, durante a corrida. Na largada, Ricciardo avançou por fora e chegou a assumir a ponta, mas abriu demais da curva 2 e teve de ceder a posição a Hamilton, que fez uma ótima partida, e depois também a Rosberg, que largou mal, mas conseguiu se segurar em 2º. Nasr pulou para o 14º lugar, passando por Kimi Raikkonen e Felipe Massa caiu para o 20º. Na 10ª volta, Button foi o primeiro a ser punido por comunicação irregular pelo rádio e teve de pagar drive-through.

Hamilton fez sua primeira parada na volta 16 e voltou à liderança na volta seguinte, quando Rosberg fez o seu pit stop. Na 20ª volta, depois da primeira bateria de paradas, os 10 primeiros eram Hamilton, Rosberg, Ricciardo, Vettel, Raikkonen, Verstappen, Perez, Palmer, Magnussen e Alonso. Dez voltas depois a ordem se alterou a partir da 5ª posição, ocupada por Verstappen, à frente de Alonso, Raikkonen, Sainz, Bottas e Perez. Na volta 31, Raikkonen pôs seu carro por dentro e, no início da pequena reta, passou por Alonso, assumindo o 6º lugar.

Lewis Hamilton fez sua segunda parada na vota 42 e Rosberg perdeu a oportunidade de voltar na liderança porque seus mecânicos tiveram problemas com a porca da roda traseira esquerda do seu carro. Na volta 49, Palmer escapou para a brita e no retorno à pista, quase se chocou com outro carro. E na volta 53, Gutierrez, não respeitou bandeiras azuis, atrapalhando a passagem de Hamilton e Rosberg, sendo presenteado com um gesto de dedo do inglês.

A partir da volta 55, a atração da corrida passou a ser a disputa entre Verstappen e Raikkonen, pelo 5º lugar. Dali até o final da corrida, o irlandês pressionou durante o jovem holandês, com duas tentativas mais agressivas de ultrapassagem. Na primeira, na volta 56, tentou entrar pelos dois lados, mas tocou na traseira de Verstappen abriu demais e não conseguiu, acusando o adversário de ter mudado a linha duas vezes, o que não aconteceu. Na segunda vez, na volta 68, com asa aberta, tentou passar por fora, mas Verstappen fechou a porta e manteve a posição até o final.

Na volta 60, os dez primeiros já estavam definidos, com Hamilton, Rosberg, Ricciardo, Vettel, Verstappen, Raikkonen, Alonso, Sainz, Bottas e Hulkenberg.

No final, Hamilton queixou-se da falta de ritmo com pneus macios e Rosberg baixou uma diferença de quase 6 segundos para 19, no stint final.

Resultados

 

Posição Piloto Equipe Tempo Incidentes
1 Lewis Hamilton Mercedes 1h40m30s115
2 Nico Rosberg Mercedes a 1s977
3 Daniel Ricciardo Red Bull 27s539
4 Sebastian Vettel Ferrari 28s213
5 Max Verstappen Red Bull 48s659
6 Kimi Raikkonen Ferrari 49s044
7 Fernando Alonso McLaren 1 volta
8 Carlos Sainz Toro Rosso 1 volta
9 Valtteri Botas Willians 1 volta
10 Nico Hulkenberg Force India 1 volta
11 Sergio Perez Force India 1 volta
12 Jolyon Palmer Renault 1 volta
13 Esteban Gutierrez Haas 1 volta
14 Romain Grosjean Haas 1 volta
15 Kevin Magnussen Renault 1 volta
16 Daniil Kvyat Toro Rosso 1 volta
17 Felipe Nasr Sauber ‘1 volta
18 Felipe Massa Williams 2 voltas
19 Pascal Wehrlein Manor 2 voltas
20 Marcus Ericsson Sauber 2 voltas
21 Rio Haryanto Manor 2 voltas
Não completou
Jenson Button McLaren 60 – Vazamento óleo

 

Classificação

Piloto
Lewis Hamilton 192
Nico Rosberg 186
Daniel Ricciardo 115
Kimi Raikkonen 114
Sebastian Vettel 110
Max Verstappen 100
Valtteri Bottas 56
Sergio Perez 47
Felipe Massa 38
10º Carlos Sainz 30
11º Romain Grosjean 28
12º Nico Hulkenberg 27
13º Fernando Alonso 24
14º Daniil Kvyat 23
15º Jenson Button 13
16º Kevin Magnussen 6
17º Stoffel Vandoorne 1
18º Pascal Wehrlein 1
19º Jolyon Palmer 0
20º Marcus Ericsson 0
21º Felipe Nasr 0
22º Esteban Gutierrez 0
23º Rio Haryanto 0

 

Equipe
 Mercedes 378
Ferrari 224
Red Bull 223
Williams 94
Force India 74
Toro Rosso 45
McLaren 38
Haas 28
Renault 6
10º Manor 1
11º Sauber 0