Estados Unidos – 2017

Data – 22 de outubro de 2017

Circuito – Circuito das Américas – Austin

Pista – 5.513 metros

Voltas – 56 – 308,405 km

Pole – Lewis Hamilton – Mercedes  – 1m33s108

Vencedor – Lewis Hamilton – Mercedes –

Tempo – 1h33m50s991

Volta mais rápida –  Sebastian Vettel – Ferrari – 1m37s 766

Líderes – Sebastian Vettel (1-5), Lewis Hamilton (6-9), Kimi Raikkonen (20), Max Verstappen (21-22) Lewis Hamilton (23-56)

Qualificação

 Q1  Hamilton abriu a etapa de classificação na frente, como tinha terminado o terceiro treino livre. Com 1m34s822, foi o mais rápido, seguido de Verstappen, 0s077 atrás. Massa terminou o Q1 em sexto, enquanto o companheiro de equipe Stroll foi apenas o 17º. Estreando na F1, Brendon Hartley não conseguiu passar para a fase seguinte, terminando em 18º. Sainz Jr, por sua vez, em seu primeiro final de semana na Renault, superou Hulkenberg, o nono, para ser o quinto.

Q2  O Q2 começou com Hamilton na pista, impondo seu ritmo. Com 1m33s560, assumiu a liderança, acompanhado de Bottas, 0s332 atrás do companheiro de equipe. Raikkonen colocou a Ferrari na terceira colocação, com Vettel em quarto, seguido da dupla da RBR, Ricciardo, quinto, e Verstappen, sexto. Superando Hulkenberg, mais uma vez, Sainz Jr avançou ao Q3 em oitavo, enquanto o alemão foi só o 15º. Massa não conseguiu repetir a boa volta da primeira parte e terminou em 11º,

Q3 – O Q3 começou sem nenhuma novidade. Hamilton, logo em sua primeira volta, já anotou 1m33s108 para ficar tranquilo na briga pela pole position. Tirando tudo o que podia da Ferrari, Vettel conseguiu superar Bottas para sair na primeira fila ao lado do rival na briga pelo título. Ricciardo, Raikkonen e Verstappen completaram, respectivamente, os seis primeiros. Na disputa interna da Force India, Ocon foi o sétimo e Pérez, o décimo. Sainz em oitavo e Alonso em nono fecharam o Top 10.

 Grid

Depois de várias punições (veja baixo), o grid do GP dos Estados Undos ficou assim:

 

1 Lewis Hamilton

Mercedes

1m33s108

2 Sebastian  Vettel

Ferrari

1m33s3467

3 Valtteri Bottas

Mercedes

1m 33s568

4 Daniel Ricciardo

Red Bull

1m33s577

5 Kimi Raikkonen

Ferrari

1m33s577

6 Esteban Ocon

Force India

1m34s647

7 Carlos Sainz Jr.

Renault

1m34s852

8 Fernando Alonso

McLaren

1m35s007

9 Sergio Perez

Force India

1m35s148

10 Felipe Massa

Williams

1m35s155

11 Daniil Kvyat

Toro Rosso

1m35s529

12 Romain Grosjean

Haas

1m35s870

13 Marcus Ericsson

Sauber

1m36s842

14 Pascal Wehrlein

Sauber

1m37s179

15 Lance Stroll

Williams

1m36s868

16 Max Verstappen

Red Bull

1m33s658

17 Kevin Magnussen

Haas

1m37s394

18 Nico Hulkenberg

Renault

s/t

19 Brendon  Hartley

Toro Rosso

1m36s889

20 Stoffel Vandoorne

McLaren

1m35s641

Daniel Ricciardo e Kimi Raikkonen fizeram o mesmo tempo na classificação, mas o australiano saiu na frente, por ter conseguido a marca primeiro. Max Verstappen perdeu 15 posições, por exceder a troca de peças do motor. Pelo mesmo motivo, Stoffel Vandoorne foi punido com perda de 30 posições e Nico Hulkenberg perdeu  20.  Lance Stroll fou punido com perda de 3 posições, por prejudicar Romain Grosjean na classificação. Brendon  Hartley perdeu 25 posições, por  exceder troca de componentes do motor. Kavin Magnussen perdeu 3 posições por prejudicar Sergio Perez na classificação.

 Corrida

Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu o Grande Prêmio dos Estados Unidos de 2017, disputado no dia 22 de julho. A corrida foi a 17ª da temporada e 6ª realizada no Circuito das Américas, em Austin, no Texas. Com a vitória o piloto inglês completou as 56 voltas do percurso em 1h33m50s991, com 10s143 de vantagem sobre o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, e 15s779 do finlandês Kimi Raikkonen, também da escuderia italiana. Na classificação dos pilotos, Hamilton passou a ter 371 pontos, contra 265 de Vettel. Com a vitória do inglês e o 5º lugar de Valtteri Bottas, a Mercedes garantiu, com 3 etapas de antecipação, o quarto título de campeã entre as montadoras. Totalizou 575 pontos, contra 428 da Ferrari.

A largada da corrida foi agitada e Vettel que partiu bem contornou a primeira curva na frente, deixando Hamilton em segundo, após tentativa de recuperar a posição.  Valtteri Bottas, Daniel Ricciardo, Esteban Ocon, Kimi Räikkönen, Fernando Alonso, Carlos Sainz Jr., Felipe Massa e Sergio Pérez completaram o top-5 ao fim da primeira de 56 voltas. Apesar de uma série de travadas, ninguém bateu.

Na abertura da segunda volta, Daniel Ricciardo resolveu ousar. O australiano mergulhou na curva 1 para passar Valtteri Bottas – e quase teve sucesso. O finlandês foi combativo e sustentou o terceiro lugar por pouco. Mais atrás, o companheiro Max Verstappen fazia uma bela corrida de recuperação. Largando em 17º, o holandês entrou na zona de pontos já na terceira volta. Mesmo contra pilotos como Sergio Pérez, o holandês não teve problemas para tentar algo. A quarta volta marcou o primeiro abandono da tarde. Nico Hülkenberg, que já havia trocado diversas peças do motor, teve problemas mecânicos e recolheu. Sainz, enquanto isso, sustentava o oitavo lugar.

Mais uma volta e Ricciardo voltou a tentar algo contra Bottas. Dessa vez, o australiano ficou por fora na saída da curva, tentando algo diferente, mas voltou a falhar. Valtteri ainda era o terceiro colocado, mas sob enorme pressão. A volta seis marcou o começo da briga pela liderança – que acabou sendo breve. Hamilton mergulhou ao fim da reta oposta e tomou a liderança sem maiores problemas. De forma até surpreendente, Vettel não conseguiu resistir e se conformou com o segundo lugar. O sétimo giro marcou o segundo abandono da corrida. Pascal Wehrlein, com carro danificado após toque com Kevin Magnussen nas primeiras voltas, recolheu aos boxes.

As primeiras voltas foram repletas de ação, mas logo a corrida começou a acalmar. A atenção ficava reservada para Max Verstappen, sétimo colocado na altura da volta 10. O holandês logo encaixou a ultrapassagem sobre Ocon, que nem resistiu muito. A próxima vítima era Kimi Räikkönen, 8s adiante, na quinta posição, e colocando pressão em Ricciardo, já com problemas nos pneus após forçar a barra contra Bottas. O australiano, claramente com dificuldades nos pneus, parou nos boxes na volta 13. Além de Daniel, o quarteto Sergio Pérez, Kevin Magnussen, Brendon Hartley e Sergio Pérez já havia parado.

O problema de Ricciardo é que o pit-stop foi inútil. Três voltas depois, parou na área de escape. Pelo rádio, disse que o motor teve problemas. Foi a segunda quebra do motor Renault em poucas voltas. Na altura da volta 16, Vettel optou pelo pit-stop. O alemão encaixou pneu macio, na expectativa de usar a borracha nova para ameaçar Hamilton. Bottas, bem atrás de Vettel, fez pela mesma coisa na volta 19. Depois de perder algum tempo com ultramacios gastos, Hamilton foi aos boxes na volta 20. Colocou macios, assim como Vettel, e manteve a liderança. Depois da parada de Räikkönen, apenas três pilotos seguiam sem paradas. Verstappen, agora líder, Massa e Vandoorne. Os três largaram com ultramacios e teriam condições de acumular mais algumas voltas na pista. Verstappen tinha 3s de vantagem sobre Hamilton. Era alguma coisa, mas não seria suficiente para ter uma liderança longeva.

Na altura da volta 23, Hamilton mergulhou. Verstappen foi combativo, mas tudo que conseguiu foi segurar a onda por mais duas curvas. Lewis voltava a ser líder, agora talvez em definitivo. Depois de perder a liderança, Verstappen foi aos boxes e voltou em quinto. O holandês colocou pneus macios – os mesmos dos outros, mas em condições bem melhores. Enquanto isso, uma situação corriqueira voltou a se repetir. Fernando Alonso apareceu lento na pista, novamente com problemas mecânicos. O espanhol recolheu aos boxes na volta 25, no quarto abandono do dia. Na volta 30, Felipe Massa optou por seu primeiro pit da tarde. O brasileiro estava em sexto, atrapalhando a vida da dupla da Force India que aparecia atrás. O brasileiro voltou à pista em 12º. Encerrada a rodada de pits, a zona de pontos estava assim: Hamilton, Vettel, Bottas, Räikkönen, Verstappen, Ocon, Pérez, Sainz, Kvyat e Grosjean. Após perder tempo com Massa, Ocon passou a ser ameaçado por Pérez. O mexicano dava a pinta de que poderia arriscar algo – mas era preciso ter cautela para evitar novos problemas na Force India.

Mais atrás, Verstappen ganhava terreno aos poucos. Mesmo ganhando tempo, o holandês voltou aos boxes para colocar supermacios – a ideia era antecipar a manobra que provavelmente seria aplicada pelos pilotos que estavam à frente. Vettel reagiu aos pit de Verstappen na volta seguinte, colocando também supermacios. Bottas e Räikkönen subiam para segundo e terceiro, mas seria difícil seguir assim por muito mais tempo. Tentando administrar os pneus Bottas acabou ficando lento demais. Räikkönen cansou de seguir o compatriota e fez a ultrapassagem ao estilo clássico do Circuito das Américas – travando os pneus e mergulhando, para ser segundo colocado, 11s atrás de Hamilton.

Mais atrás, Vettel e Verstappen se aproximavam rapidamente. Ericsson perdeu o ponto de freada e acertou Magnussen enquanto levava volta. Os dois seguiram na prova, com danos leves nos carros. O piloto da Sauber foi considerado culpado e teve 5s de acréscimo ao total de prova. Bottas levou uma bela ultrapassagem de Vettel. Com Räikkönen na frente, a Ferrari usou jogo de equipe para recolocar Seb em segundo.

Nas voltas finais, restava a definição do terceiro lugar, último posto no pódio. E seria uma briga entre Verstappen e Räikkönen: o holandês mergulhou por dentro na curva 18 e até fez a ultrapassagem. A manobra, todavia, foi feita ao cortar a curva. Desse jeito, os comissários não tiveram muita dúvida: 5s foram somados ao total do tempo de Max, que acabou com o quarto posto.

 Resultados

Pos. Piloto Equipe Tempo
1 Lewis Hamilton Mercedes 1h33m50s991
2 Sebastian Vettel Ferrari a 19s143
3 Kimi Raikkonen Ferrari 15s779
4 Max Verstappen Red Bull 16s768
5 Valtteri Bottas Mercedes 34s967
6 Esteban Ocon Force India 1m30s980
7 Carlos Sainz Jr Renault 1m32s944
8 Sergio Perez Force India 1 volta
9 Felipe  Massa Williams 1 volta
10 Daniil Kvyat Toro Rosso 1 volta
11 Lance Stroll Williams 1 volta
12 Stoffel  Vandoorne McLaren 1 volta
13 Brendon  Hartley Toro Rosso 1 volta
14 Romain Grosjean Haas 1 volta
15 Marcus  Ericsson Sauber 1 volta
16 Kevin  Magnussen Haas 1 volta
Não completaram
Fernando Alonso McLaren 32- motor
Daniel Ricciardo Red  Bull 42-motor
Pascal Wehrlein Sauber 51 -Colisão
Nico Hulkenberg Renault 53 -motor

Classificação 

Pilotos

 

Pos. Piloto Equipe Pontos
1 Lewis Hamilton Mercedes 371
2 Sebastian Vettel Ferrari 265
3 Valtteri Bottas Mercedes 244
4 Daniel Ricciardo Red Bull 192
5 Kimi Raikkonen Ferrari 160
6 Max Verstappen Red Bull 126
7 Sergio Perez Force India 86
8 Esteban Ocon Force India 73
9 Carlos Sainz Toro Rosso 54
10 Felipe Massa Williams 36
11 Nico Hulkenberg Renault 34
12 Lance Stroll Williams 32
13 Romain Grosjean Haas 28
14 Kevin Magnussen Haas 15
15 Stoffel Vandoorne McLaren 13
16 Fernando Alonso McLaren 10
17 Jolyon Palmer Renault 8
18 Pascal Wehrlein Sauber 5
19 Daniil Kvyat Toro Rosso 4
20 Marcus Ericsson Sauber 0
21 Antonio Giovinazzi Ferrari 0
22 Pierre Gasly Toro Rosso 0
23 Paul di resta Williams 0

Equipes

Pos. Equipe Pontos
1 Mercedes 575
2 Ferrari 428
3 Red Bull 315
4 Force India 159
5 Williams 68
6 Toro Rosso 53
7 Haas 43
8 Renault 42
9 McLaren 23
10 Sauber 5