Espanha – 2017

Data – 14 de maio de 2017

Circuito – Montmeló – Barcelona

Pista – 4.655 metros

Voltas – 66 – 307,024 km

Pole – Lewis Hamilton – Mercedes – 1m19s149

Vencedor –   Lewis Hamilton – Mercedes

Tempo –  1h35m56s497

Volta mais rápida –  Lewis Hamilton – Mercedes – 64 – 1m23s593

Líderes – Sebastian Vettel (1-13), Lewis Hamilton (14-21), Sebastian Vettel (22-43),  Lewis Hamilton (44-66)

Classificação

 Com o tempo de 1m19s149, novo recorde para o circuito de Barcelona, Lewis Hamilton, da Mercedes, foi o pole position para o GP da Espanha, de 2017. Sebastian Vettel, o atual líder do campeonato, vai largar ao lado dele, na segunda posição, depois de marcar 1m19s200. Com a terceira deste ano, Hamilton completou 64 poles positions, apenas uma a menos do que Ayrton Senna.
A grande surpresa da etapa de classificação foi Fernando Alonso que, pela primeira vez na temporada, chegou à Q3 e vai largar da 7ª posição. Felipe Massa a duras penas, sai do 9º lugar.

Fernando Alonso começou a se destacar já nessa primeira etapa da classificação, obtendo a 12ª posição, enquanto Felipe Massa, que esteve ameaçado de eliminação, conseguiu chegar à 14ª. Foram eliminados Daniil Kvyat, Stoffel Vandoorne, Lance Stroll, Jolyon Palmer e Marcus Ericsson.

Hamilton voltou a liderar na Q2, com 1m20s210, com Vettel 0s085 atrás dele e Valtteri Bottas em 3º. Alonso continuou a surpreender e com 1m21s251, chegou a ocupar a 7ª posição, antes de ser derrubado para a 10ª por Perez e Ocon. E só permaneceu nessa posição porque Grosjean cometeu um erro na curva 13. Felipe Massa salvou-se no minuto final, ocupando a 8ª posição. Foram eliminado Pascal Wehrlein, Grosjean, Hülkenberg, Carlos Sainz e Kevin Magnussen.

Na Q3, os dois carros da Mercedes foram os primeiros a irem para a pista, seguidos da dupla da Ferrari. Bottas foi o primeiro a fazer volta rápida, com 1m19s390 e logo foi superado por Hamilton, que marcou 1m19s149, novo recorde da pista que iria prevalecer até o final. Na segunda tentativa, Bottas ainda ficou em segundo, a 0224 do líder, porém foi superado por Vettel, que na volta inicial marcou 1m19s661, mas depois cravou 1m19s200, para garantir a segunda posição. Fernando Alonso, num dia surpreendente, fez uma volta espetacular para garantir a 7ª posição.

Grid

1 Lewis Hamilton

Mercedes

1m19s149

2 Sebastian Vettel

Ferrari

1m19s200

3 Valtteri Bottas

Mercedes

1m19s373

4 Kimi Raikkonen

Ferrari

1m19s439

5 Max Verstappen

Red Bull

1m19s706

6 Daniel Ricciardo

Red Bull

1m20s175

7 Fernando Alonso

McLaren

1m21s048

8 Sergio Perez

Force India

1m21s070

9 Felipe Massa

Williams

1m21s232

10 Esteban Ocon

Force India

1m21s272

11 Kevin Magnussen

Haas

1m21s329

12 Carlos Sainz Jr

Toro Rosso

1m21w371

13 Nico Hulkenberg

Renault

1m21s397

14 Romain Grosjean

Haas

1m21s517

15 Pascal Wehrlein

Sauber

1m21s803

16 Marcus Ericsson

Sauber

1m22s332

17 Jolyon Palmer

Renault

1m22s401

18 Lance Stroll

Williams

1m22s411

19 Stoffel Vandoorne

McLaren

1m22s532

20 Daniil Kvyat

Toro Rosso

1m22s746

Corrida

Depois de uma disputa acirrada e graças à estratégia de pit stops da Mercedes, Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio da Espanha, neste domingo, no circuito de Barcelona. O piloto inglês, que largou da pole position, completou o percurso em 1h35m56s497, fez também a volta mais rápida, com 1m23s593, fazendo o hat-trick (barba, cabelo e bigode), na sua segunda vitória na temporada e a 55ª na carreira.

Sebastian Vettel, que tinha assumido a liderança na largada, chegou no 2º lugar, a 3s490 de Hamilton e manteve a liderança do campeonato, com 104 pontos contra 98.  Daniel Ricciardo beneficiou-se do abandono de Valtteri Bottas, Kimi Raikkonen e Max Verstappen para chegar em 3º e obter o primeiro pódio deste ano;

Felipe Massa, que tinha a 9ª posição, teve um pneu furado num choque com Fernando Alonso, na largada, quando disputavam a 6ª posição, foi para o box e, obrigado a fazer 3 paradas. O brasileiro foi também atingido por Stoffel Vandoorne, da McLaren, na volta 34 , e terminou em 13º. Fernando Alonso, 7º no grid, também foi prejudicado pelo choque, chegando em 12º. A corrida foi muito boa para a Force India, que garantiu o 4º e o 5º lugares, com Sergio Perez e Esteban Ocon, respectivamente, à frente de Nico Hulkenberg, 6º colocado.  Outras surpresas foram Pascal Wehrlein, em 7º, seguido de Carlos Sainz e Daniil Kvyat, da Toro Rosso, que entrou na zona de pontuação graças a um furo de pneu de Kevin Magnussen.  Kvyat também superou Romain Grosjean, que chegou em 10º.

Na largada, Sebastian Vettel ultrapassou Hamilton antes da primeira curva, enquanto Valtteri Bottas tocava na roda traseira direita de Kimi Raikkonen, jogando contra Max Verstappen. Estes dois tiveram danos na suspensão e nas rodas, sendo obrigados a deixar a pista ainda na volta inicial. Massa, tocado por Alonso, teve que ir ao box trocar o pneu furado e voltou na 18ª posição.

Na volta 22, Hamilton fez sua primeira parada, colocando pneus médios.  Bottas assumiu então a liderança, pressionado por Vettel, que pressiona e quase bate no rival, que fecha a porta, evitando a ultrapassagem opor dentro.Quatro voltas depois, porém, o alemão consegue assumir a primeira colocação, com ultrapassagem espetacular sobre o finlandês, que retardava o ritmo, a fim de permitir a aproximação de Hamilton. .  Na volta 27, Bottas faz a sua primeira parada, colocando também pneus médios. Na volta 34, Vandoorne bate em Massa, roda e vai para areia, provocando safety car virtual e causando a terceira parada do brasileiro.

Na volta 37, Hamilton faz sua segunda parada e voltou aos pneus macios, com os quais cruzou a linha de chegada. Na volta seguinte, Vettel manteve os pneus macios, voltou mais rápido, disputou o primeiro lugar roda a roda com Hamilton, e tomou a liderança do inglês.  Na volta 39, o motor de Bottas estourou e a equipe pediu que ele parasse logo, para evitar danos mais graves.  Na volta 40, os dez primeiros eram Vettel, Hamilton, Ricciardo, Perez, Ocon, Hulkenberg , Wehrlein, Sainz, Magnussen e Grosjean.

O aumento de 100 metros na área de uso da asa aberta, sugerido por massa e adotado pela direção d aprova, acabou beneficiando Hamilton. Com menos de 1 segundo de diferença e com mais espaço para acelerar mais o inglês passou Vettel na volta 44. Mostrando o acerto da equipe na seleção dos pneus, Hamilton chegou ao final faz endo 29 voltas com o jogo de compostos médios, colocado na volta 37 e ainda se deu ao luxo de fazer a volta mais rápida, na 64, com 1m23s593. Vettel perdeu a última chance de alcançar e, talvez , ultrapassar Hamilton na volta 62, quando titubeou e perdeu tempo ao tentar passar por Felipe Massa.

Resultados

Piloto Equipe Tempo
Lewis Hamilton Mercedes 1h35m56s497
Sebastian Vettel Ferrari a 3s490
Daniel Ricciardo Red Bull 1m15s820
Sergio Perez Force India 1 volta
Esteban Ocon Force India 1 volta
Nico Hulkenberg Renault 1 volta
Pascal Wehrlein Sauber 1 volta
Carlos Sainz Toro Rosso 1 volta
Daniil Kvyat Toro Rosso 1 volta
10º Romain Grosjean Haas 1 volta
11º Marcus Ericsson Sauber 1 volta
12º Fernando Alonso McLaren 2 voltas
13º Felipe Massa Williams 2 voltas
14º Kevin Magnussen Haas 2 voltas
15º Jolyon Palmer Renault 2 voltas
16º Lance Stroll Williams 2 voltas
Não completaram
Valtteri Bottas Mercedes Volta 40
Stoffel Vandoorne McLaren Volta 35
Max Verstappen Red Bull Volta 1
Kimi Raikkonen Ferrari Volta 1

 Classificação

Pilotos

1º – Vettel, 104

2º – Hamilton, 98

3º – Bottas, 63

4º – Raikkonen, 49

5º – Ricciardo, 37

6º – Verstappen, 35

7º – Perez, 34

8º – Ocon, 19

9º – Massa, 18

10º – Sainz, 15

11º – Hulkenberg, 14

12º – Wehrlein, 6

13º – Grosjean, 5

14º – Magnussen, 4

15º – Kvyat, 4

16º – Stroll. 0

17 º – Ericsson, 0

18º – Giovinazzi, 0

19º – Alonso, 0

20º – Vandoorne, 0

21º – Palmer, 0

Equipes

1º – Mercedes, 161

2º -Ferrari, 153

3º – Red Bull, 72

4º – Force India, 53

5º – Toro Rosso, 21

6º – Williams, 19

7º – Renault, 14

8º – Haas, 9

9º – Sauber, 0

10º – McLaren, 0