China – 2017

Data – 09 de abril de 2017

Circuito – Xangai

Pista – 5.451 metros

Voltas –  56 – 305,066 km

Pole –  Lewis Hamilton – Mercedes – 1m31s678

Vencedor – Lewis Hamilton – Mercedes

Tempo –  1h37m36s158

Volta mais rápida  – 1m35s378 – volta 44

Líderes – Lewis Hamilton (1-56)

 Classificação

Lewis Hamilton superou Sebastian Vettel e assumiu a pole position para o Grande Prêmio da China, depois de uma volta impressionante nos segundos finais da classificação, com o tempo de 1m31s678, novo recorde para o Circuito Internacional de Xangai. É a 6ª pole no circuito chinês e a 63ª da carreira do piloto inglês.

Sebastian Vettel foi o segundo do grid, apenas dois décimos de segundo mais lento do que o britânico e só um milésimo de segundo mais rápido do que Valtteri Bottas, o terceiro colocado. Kimi Raikkonen largou da 4ª posição; Daniel Ricciardo, da 5ª, e o brasileiro Felipe Massa foi o 6º colocado no grid. Os carros demoraram em ir à pista no Q1. Antonio Giovinazzi, Marcus Ericsson e Lance Stroll foram os primeiros, e o piloto da Williams fez a volta mais rápida, com Giovinazzi e Ericsson atrás. Quando os outros pilotos começaram a sair dos boxes, a tabela de tempos mudou bastante, com Magnussen, Hulkenberg e Hamilton se revezando na primeira posição, até que Sebastian Vettel, com pneus macios, fizesse o melhor tempo da etapa. Romain Grosjean rodou na última curva, mas conseguiu evitar a barreira. Giovinazzi terminou em 10º lugar, mas não pode participar da Q2 por causa dos danos sofridos pelo carro num acidente no final da primeira parte. Max Verstappen teve problema de software do motor e não passou à fase seguinte, assim como Vandoorne, Grosjean, Palmer e Ocon.

Na Q2, Stroll foi o primeiro a deixar garagem, junto com os dois Ferrari com pneus supermacios. Vettel marcou o melhor tempo, com 1m32s391, à frente de Hamilton. Bottas estava a um décimo e meio de distância de Vettel com Raikkonen pouco mais de dois décimos mais lento.

Em seguida, Hulkenberg saltou da zona de eliminação e foi para o sexto lugar, enquanto Kvyat assumia o oitavo. Magnussen não conseguiu melhorar e ficou fora da sessão seguinte. Vettel não conseguiu melhorar e Raikkonen saltou para o topo da tabela com 1m32s181. Foram eliminados Sainz, Magnussen, Alonso, Ericsson e Giovinazzi.

Hulkenberg foi o primeiro a definir uma volta na Q3, com 1m33s580, mas foi rapidamente superado por Hamilton, que marcou 1m31s902. Quando os pilotos saíram para a segunda volta lançada, Hamilton melhorou o seu tempo em dois décimos de segundo e não pôde ser igualado. Bottas ocupou temporariamente a primeira fila, antes de ser deslocado por Vettel.

Ao contrário da véspera, quando o mau tempo interrompeu os treinos livres, no sábado a classificação se realizou em pista seca e intermitentemente ensolarada.

 

Grid

 

 

 

1

Lewis Hamilton

Mercedes

1m31s678

2 Sebastian Vetel

Ferrari

1m31s864

3 Valtteri Bottas

Mercedes

1m31s865

4 Kimi Raikkonen

Ferrari

1m32s140

5 Daniel Ricciardo

Red Bull

1m33s033

6 Felipe Massa

Williams

1m33s507

7 Nico Hulkenberg

Renault

1m33s580

8 Sergio Perez

Force India

1m33s706

9 Daniil Kvyat

Toro Rosso

1m33s719

10 Lance Stroll

Williams

1m34s220

11 Carlos Sainz Jr.

Toro Rosso

1m34s150

12 Kevin Magnussen

McLaren

1m34s164

13 Fernando Alonso

McLaren

1m34s372

14 Marcus Ericsson

Sauber

1m35s046

15 Antonio Giovinazzi

Sauber

1m34s963

16 Stoffel Vandoorne

McLaren35s023

17 Romain Grosjean

Haas

1m35s223

18 Jolyon Palmer

Renault

1m35s279

19 Max Verstappen

Red Bull

1m35s433

20 Esteban Ocon

Orce India

1m35s496

 

Corrida

 Com uma atuação perfeita, Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio da China de ponta a ponta, fez o hat trick (pole, vitória e volta mais rápida) e empatou com Sebastian Vettel na liderança do campeonato da Fórmula 1 de 2017. O piloto britânico, que tinha conquistado a pole position, com 1m31s678, superando recorde de Schumacher que já durava 13 anos, completou a corrida em 1h37m36s158 e fez a volta mais rápida em 1m35s378, na 44. Com o resultado, Hamilton totalizou 43 pontos, igualando-se a Sebastian Vettel, que chegou em segundo, a apenas 6s250, marcou 18 pontos e, com a vitória na prova anterior, na Austrália, atingiu a mesma contagem do adversário. Essa foi a 54ª vitoria do piloto da Mercedes e o 11º hat trick (barba, cabelo e bigode), que nesse quesito fica logo atrás de Schumacher, com 22, e ao lado de Jim Clark, também com 11. Max Verstappen, que saiu da 16ª posição, fez uma excelente corrida de recuperação e foi o 3º no pódio.

Com a pista ainda úmida, todos começaram a corrida com pneus intermediários, com exceção de Carlos Sainz, da Toro Rosso, que optou pelos supermacios, mas logo teve de trocar. Jolyon Palmer, da Renault optou por colocar slicks no final da volta de formação e começou a partir de pit lane.

Hamilton converteu pole para uma liderança confortável na volta 1. Vettel se defendeu de Valtteri Bottas para garantir o segundo lugar, mas Kimi Raikkonen foi incapaz de impedir a ultrapassagem de Daniel Ricciardo. A melhor largada foi de Max Verstappen, que, tendo largado da 16ª posição, já estava em sétimo ao final da primeira volta.

Um contato entre Lance Stroll e Sergio Perez, que levou o piloto da Williams para o cascalho logo na primeira volta e todos os pilotos, com exceção dos cinco primeiros, aproveitaram o safety car virtual para colocar pneus lisos. Assim que a corrida recomeçou, Antonio Giovinazzi, o substituto da Sauber, rodou num ponto úmido da pista e bateu na barreira provocando a entrada do carro de segurança real. O incidente permitiu a Hamilton, Bottas, Ricciardo, Raikkonen e Verstappen fazerem suas paradas e ainda voltarem à frente de Vettel em sexto. Os Red Bulls optaram por pneus supermacios, enquanto Bottas caiu para o quinto, depois de esperar no pit, que a troca de Hamilton fosse completada. E as coisas ficaram ainda piores para ele quando rodou ao tentar esquentar os pneus atrás do carro de segurança e caiu para o 12º lugar.  Quando a corrida foi reiniciada, na 8ª volta, Perez passou rapidamente por Felipe Massa e Daniil Kvyat em curvas sucessivas, pulando para o oitavo lugar. Mais na frente, Verstappen passou Raikkonen, que tinha problemas de potência e aderência e em seguida numa jogada excelente tomou o segundo lugar do companheiro de equipe, Daniel Ricciardo. Não demorou muito, também, para que Vettel passasse por Raikkonen e Ricciardo, para assumir o 3º lugar e, em seguida aproveitar os problemas de pneus de Verstappen, para chegar ao 2º posto, na volta 28. Após colocar os supermacios, Verstappen voltou em 6º, atrás de Bottas, que foi ultrapassado rapidamente. Hamilton parou na volta 37 e voltou na liderança, com 3 segundos de vantagem sobre Raikkonen. Nas voltas finais, Hamilton correu tranquilamente e chegou a ter 10 segundos à frente de Vettel, enquanto os dois pilotos da Red Bull repetiam o duelo de Melbourne pelo 3º lugar. Stroll e Giovinazzi deixaram a pista logo no início, em incidentes de corrida; Stoffel Vandoorne teve problema de combustível e Kvyat também saiu cedo problema hidráulico.

Resultado final:

Posição Piloto Equipe Tempo Incidentes
Lewis Hamilton Mercedes 1h37m36s158
Sebastian Vettel Ferrari a 6s250
Max Verstappen Red Bull 45s192
Daniel Ricciardo Red Bull 46s035
Kimi Raikkonen Ferrari 48s076
Valtteri Bottas Mercedes 48s808
Carlos Sainz Toro Rosso 1m12s893
Kevin Magnussen Haas 1 volta
Sergio Perez Force India 1volta
10º Esteban Ocon Force India 1 volta
11º Romain Grosjean Haas 1 volta
12º Nico Hulkenberg Renault 1 volta
13º Jolyon Palmer Renault 1 volta
14º Felipe Massa Williams 1 volta
15º Marcus Ericsson Sauber 1 volta
Não completaram
Fernando Alonso McLaren 33-suspensão
Daniil Kvyat Toro Rosso 18-hidráulica
Stoffel Vandoorne McLaren 17 – pressão
Antonio Giovinazzi Sauber 3 – acidente
Lance Stroll Williams 0-danos de acidente

 

Com os resultados de Xangai, a classificação do campeonato ficou assim:

Pilotos

Posição Piloto Equipe Pontos
Sebastian Vettel Ferrari 43
Lewis Hamilton Mercedes 43
Max Verstappen Red Bull 25
Valtteri Bottas Mercedes 23
Kimi Raikkonen Ferrari 22
Daniel Ricciardo Red Bull 12
Carlos Sainz Jr Toro Rosso 10
Felipe Massa Williams 8
Sergio Perez Force India 8
10º Kevin Magnussen Haas 4
11º Daniil Kvyat Toro Rosso 2
12º Esteban Ocon Force India 2
13º Nico Hulkenberg Renault 0
14º Romain Grosjean Haas 0
15º Antonio Giovinazzi Sauber 0
16º Stoffel Vandoorne McLaren 0
17º Jolyon Palmer Renault 0
18º Marcus Ericsson Sauber 0
19º Fernando Alonso McLaren
20º Lance Stroll Williams

 

Equipes

Posição Equipe Pontos
Mercedes 66
Ferrari 65
Red Bull 37
Toro Rosso 12
Force India 10
Williams 8
Haas 4
Renault 0
Sauber 0
10º McLaren 0