Áustria – 2016

Data – 03 de julho de 2016

Circuito –  Red Bull Ring – Spielberg

Pista –  4.326 metros

Voltas –  71 – 307,146 km

Pole – Lewis Hamilton – Mercedes – 1m07s922

Vencedor –  Lewis Hamilton – Mercedes

Tempo –  1h27s38s107

Volta mais rápida –  Lewis Hamilton – Mercedes – 67 – 1m08s411

Lideres –  Lewis Hamilton (1-21), Kimi Raikkonen (22), Sebastian Vettel (23-26), Nico Rosberg (27-55), Max Verstappen (56-60), Nico Rosberg (61-71,5), Lewis Hamilton (71,5).

 

Classificação

Num final empolgante, com a decisão das primeiras posições já com o cronômetro parado, Lewis Hamilton conquistou a pole position para o GP da Áustria, a no Red Bull Ring, em Spielberg. Nico Rosberg que foi o segundo colocado, punido com a perda de 5 posições, pela troca de suspensão, após acidente no 3º treino livre, cederá a posição a Nico Hulkenberg, da Force India. E Sebastian Vettel, 4º colocado, também punido com 5 posições, por ter trocado a caixa de câmbio, será substituído por Jenson Button, que sai do 3º lugar. É a primeira vez que o piloto da McLaren-Honda chega ao Q3, colocando-se entre os cinco primeiros. Rosberg vai largar da sétima posição, à frente de Max Verstappen, Vettel em 9º e Felipe Massa décimo.
Nos minutos finais, com pista ainda úmida pela chuva caída pouco antes, vários pilotos se revezaram na primeira colocação, até que Hamilton estabelecesse a marca de 1m07s922. Rosberg, logo em seguida, fez 1m08s465; Nico Hulkenberg, 1m09s285; Vettel, 1m09s781, e Jenson Button, 1m09s900. No início do Q3, ainda sob chuva, todos os pilotos foram para a pista com pneus intermediários, mas assim que o asfalto começou a secar puderam usar os pneus slicks ultramacios e baixar os tempos consideravelmente.

Nico Rosberg sofreu a quebra da suspensão traseira esquerda no final do último treino livre, pela manhã, mas seus mecânicos fizeram a troca a tempo de garantir sua participação na classificação. Sergio Perez também teve quebra da suspensão traseira esquerda no Q1 e não pode participar do restante da classificação. Daniil Kvyat perdeu o controle do carro, depois de quebra da suspensão traseira numa zebra da curva 8, bateu nas barreiras do lado direito, deslizou pela pista e foi de encontro à barreira do lado esquerdo e só a roda traseira esquerda e o piloto saíram intactos dos choques. Depois de 15 minutos de bandeira vermelha, o outro piloto da Toro Rosso, Carlos Sainz também foi alijado do treino devido ao estouro do motor.

A sessão de classificação começou com o céu parcialmente nublado e temperatura de 53 graus na pista. Pascal Wehrlein, da Manor, foi o primeiro a abrir volta rápida, fazendo 1m08s700. Logo, porém, Magnussen fez 1m08s600; Perez 1m07s657 e Hamilton, 1m07s014 e 1m06s947. Nesse período, Massa chegou a ocupar a 2ª posição, com 1m07s419. Aos 13 minutos, Rosberg baixou os tempos para 1m06s690 e 1m06s516, terminando à frente no Q1, seguido de Hamilton, Vettel, Verstappen e Bottas. Magnussen, Palmer, Haryanto, Kvyat, Ericsson e Nasr não passaram à fase seguinte.

O Q2 começou com grossas nuvens sobre o circuito e a temperatura da pista em 46 graus. Nessa etapa. Mercedes e Ferrari praticamente definiram a estratégia de pneus para a corrida, com a equipe alemã optando pelos ultramacios, com os quais deverá largar amanhã, e a italiana pelos supermacios. Hamilton assumiu a ponta logo no inicio, com 1m06s228, seguido de Rosberg, com 1m06s403; Vettel, com 1m06s602, Ricciardo, 1m06s840, e Verstappen, 1m06s866, tempos que prevaleceram no final. Felipe Massa ocupou a última vaga entre os top 10, enquanto Gutierrez, Wehrlein, Grosjean, Alonso, Sainz e Perez foram eliminados.

No Q3, sob chuva, os pilotos começaram com pneus intermediários e os tempos foram para alto. Vettel fez, inicialmente, 1m20s798; Hamilton, 1m21s296; Ricciardo, 1m21s156. Na segunda tentativa, Hamilton baixou o tempo para 1m19s548 e 1m16s232, Ricciardo para 1m19s217 e Rosberg, para 1m19s548. Nos três minutos finais, já sem chuva e apesar da pista úmida, todos trocaram os pneus para os ultramacios e houve uma intensa disputa pela pole, com Hamilton, Rosberg, Hulkenberg e Ricciardo revezando-se na primeira posição. Na última volta, já com o cronometro zerado, Hamilton se impôs, com o tempo de 1m07s922.
A classificação final do treino foi a seguinte:

1º – Lewis Hamilton – Mercedes – 1m07s922
2º – Nico Rosberg – Mercedes – 1m08s465
3º  – Nico Hulkenberg –  Force India – 1m09s285
4º – Sebastian Vettel –  Ferrari – 1m09s781
5º -Jenson Button -McLaren -1m09s900
6º- Kimi Raikkonen -Ferrari -1m09s901
7º- Daniel Ricciardo -Red Bull -1m09s980
8º -Valtteri Bottas- Williams -1m10s940
9º -Max Verstappen -Red Bull -1m11s153
10º -Felipe Massa -Williams -1m11s977
11º -Esteban Gutierrez -Haas -1m07s578
12º -Pascal Wehrlein -Manor -1m07s700
13º -Romain Grosjean -Haas -1m07s850
14º -Fernando Alonso -McLaren -1m08s154
15º -Carlos Sainz -Toro Rosso -1m07s618
16º -Sergio Perez -Force India -1m07s657
17º -Kevin Magnussen -Renault -1m07s941
18º -Jolyon Palmer -Renault -1m07s965
19º -Rio Haryanto -Manor -1m08s026
20º -Daniil Kvyat -Toro Rosso -1m08s409
21º -Marcus Ericsson -Sauber -1m08s418
22º – Felipe Nasr – Sauber – 1m08s446

Grid

Com várias punições, o grid ficou assim:

1 Lewis Hamilton

Mercedes

1m07s922

2 Nico Hulkenberg

Force India

1m09s285

3 Jenson Button

McLaren

1m09s900

4 Kimi Raikkonen

Ferrari

1m09s901

5 Daniel Ricciardo

Red Bull

1m09s980

6 Nico Rosberg

Mercedes

1m08s465

7 Valtteri Bottas

Williams

1m10s440

8 Max Verstappen

Red Bull

1m11s153

9 Sebastian Vettel

Ferrari

1m09s781

10 Esteban Gutierrez

Haas

1m07s578

11 Pascal Wehrlein

Manor

1m07s700

12 Romain Grosjean

Haas

1m07s850

13 Fernando Alonso

McLaren

1m08s154

14 Kevin Magnussen

Renault

1m07s941

15 Carlos Sainz

Toro Rosso

1m07s618

16 Sergio Perez

Force India

1m07s657

17 Marcus Ericsson

Sauber

1m08s418

18 Jolyon Palmer

Renault

1m07965

19 Rio Haryanto

Manor

1m08s026

20 Felipe Nasr

Sauber

1m08s446

21 Felipe Massa

Williams

1m11s977

 

22 Daniil Kvyat

Toro Rosso

1m08s409

Nico Rosberg foi punido com perda de 4 posições, por troca de suspensão. Sebastian Vettel foi punido com perda de 5 posições, por troca de câmbio. Carlos Sainz, Sergio Perez, Jolyon Palmer e Felipe Nasr perderam três posições, por não respeitarem bandeiras amarelas. Felipe Massa, por troca de asa, e Daniil Kvyat, por problemas no carro, largaram do pit lane.

Corrida

Num final dramático e empolgante, na metade da última volta, Lewis Hamilton ultrapassou Nico Rosberg e venceu o GP da Áustria, no Red Bull Ring, na cidade de Spielberg. O piloto inglês, que largou da pole position, mas na prova perdeu a liderança para o companheiro, recuperou-se e reassumiu a liderança a menos de 2 quilômetros da linha de chegada. Rosberg ainda tentou evitar a ultrapassagem, jogando o carro contra Hamilton e obrigando-o a sair da pista, mas ele conseguiu voltar e ultrapassar, mesmo depois de novo toque entre os dois. Rosberg levou a pior, teve o bico quebrado e outras avarias no carro e chegou ao final no 4º lugar e sob o risco de punição pelo choque e por ter se mantido na pista com o carro sem condições. Lewis Hamilton conquistou a sua 3ª vitória no campeonato em 1h27m38s107 e, além da pole position, marcou também a volta mais rápida da corrida, na 67, com 1m08s441, completando o hat trick (cabelo, barba e bigode). No pódio, Hamilton foi vaiado pela torcida austríaca, não se sabe se por causa de maior identidade com o alemão ou das críticas à pista feita por ele.

A vitória deve ter surpreendido o próprio Hamilton, que depois de ele e Rosberg terem feito a segunda troca de pneus, reclamou pelo rádio de a equipe ter dado pneus mais rápidos a Rosberg, que recebeu os supermacios, enquanto ele teve os macios. O engenheiro o acalmou, dizendo que esses eram os pneus melhores para ele àquela altura e no final ficou demonstrado que ele tinha razão.

Além da fantástica atuação de Lewis Hamilton, a outra sensação da corrida foi o jovem holandês da Red Bull, Max Verstappen, que largou a 8ª posição e com uma parada só e usando os mesmos pneus por 55 voltas, já tinha garantido o pódio com o terceiro lugar, quando ganhou a segunda colocação, com a queda de Rosberg. Kimi Raikkonen, da Ferrari, o 4º no grid, também fez uma grande corrida, terminando no 3º lugar. Sebastian Vettel, que demorou a fazer a troca de pneus, teve o traseiro direito estourado na reta dos boxes e teve de deixar a pista ainda na volta 27. Felipe Massa, que largou dos boxes, devido a quebra da asa dianteira do seu carro, chegou a correr em 10º, mas foi obrigado a abandonar na volta 65. Felipe Nasr, penúltimo no grid, foi o último a parar e esteve em 7º, acabou no 13º lugar.  Pascal Wehrlein foi o 10º colocado, conquistando o primeiro ponto da Manor no campeonato.

Nico Rosberg, que foi punido com a perda de 4 posições e não 5, como tinha sido anunciado, largou a 6ª e não da 7ª posição do grid. Na largada, Hamilton manteve tranquilamente a liderança, mas Hulkenberg perdeu várias posições, caindo para o 6º lugar e abandonando a prova na volta 64. Button assumiu o 2º lugar; Raikkonen passou a 3º; Rosberg, ainda na primeira volta, passou por Hulkenberg e ficou em 5º e Vettel pulou da 9ª para a 8ª posição. Na volta 10 os primeiros colocados eram Hamilton, Button, Raikkonen, Wehrlein, Rosberg,Verstappen, Ricciardo, Vettel e Bottas.

Depois da primeira bateria de troca de pneus pela maioria dos pilotos (menos Vettel e Nasr) e da entrada do safety car por cinco voltas, por causa do acidente de Vettel, os 10 primeiros colocado eram Rosberg, Hamilton,. Verstappen, Ricciardo, Raikkonen, Bottas, Nasr, Sainz, Button e Grosjean. Essas posições só se alteraram na volta 56, quando Verstappen assumiu a liderança, depois da parada de Rosberg e Hamilton. Na volta 61, porém, o alemão recuperou a posição e na 63 Hamilton também passou por Verstappen para ganhar o 2º lugar. A partir daí, Rosberg e Hamilton travaram uma verdadeira batalha pela liderança, com o inglês usando, sem sucesso, a asa aberta, até a volta final, quando conseguiu a ultrapassagem e a vitória. Verstappen também disputaram intensamente o 3º lugar, antes de garantirem lugar no pódio com a queda de Rosberg.

Resultados

Posição Piloto Equipe Tempo Incidentes
Lewis Hamilton Mercedes 1h27s38s107
Max Verstappen Red Bull a 05s517
Kimi Raikkonen Ferrari 06s024
Nico Rosberg Mercedes 26s610
Daniel Ricciardo Red Bull 30s981
Jenson Button McLaren 37s706
Romain Grosjean Haas 44s668
Carlos Sainz Toro Rosso 47s400
Valtteri Bottas Williams 1 volta
10º Pascal Wehrlein Manor 1 volta
11º Esteban Gutierrez Haas 1 volta
12º Jolyon Palmer Renault 1 volta
13º Felipe Nasr Sauber 1 volta
14º Kevin Magnussen Renault 1 volta
15º Marcus Ericsson Sauber 1 volta
16º Rio Haryanto Manor 1 volta
17º Sergio Perez Force India 1 volta 69- acidente
Não completaram
Fernando Alonso McLaren 64 – bateria
Nico Hulkenberg Force India 64-freios
Felipe Massa Williams 63- freios
Sebastian Vettel Ferrari 26-pneu
Daniil Kvyat Toro Rosso 0-mecânica

 

Classificação

 

 

Piloto
Nico Rosberg 153
Lewis Hamilton 142
Kimi Raikkonen 96
Sebastian Vettel 96
Daniel Ricciardo 88
Max Verstappen 72
Valtteri Bottas 54
Sergio Perez 39
Felipe Massa 38
10º Romain Grosjean 28
11º Daniil Kvyat 22
12º Carlos Sainz 22
13º Nico Hulkenberg 20
14º Fernando Alonso 18
15º Jenson Button 13
16º Kevin Magnussen 6
17º Stoffel Vandoorne 1
18º Pascal Wehrlein 1
19º Jolyon Palmer 0
20º Marcus Ericss0n 0
21º Felipe Nasr 0
22º Esteba GUtierrez 0
23º Rio Haryanto 0

 

Equipe
 Mercedes 295
Ferrari 192
Red Bull 168
Williams 92
Force India 59
Toro Rosso 36
McLaren 32
Haas 28
Renault 6
10º Manor 1
11º Sauber 0