Austrália – 2017

Data – 26 de março de 2017

Circuito –  Albert Park – Melbourne

Pista – 5.303 metros

Voltas – 58 – 307,574 km

Pole – Lewis Hamilton – 1m22s188

Vencedor – Sebastian Vettel – Ferrari

Tempo – 1h24m11s672

Volta mais rápida –  Kimi Raikkonen – Ferrari – 56 – 1m26s538

Líderes – Lewis Hamilton (1-16), Sebastian Vettel (17-22),Valtteri Bottas (23-24), Kimi Raikkonen (25), Sebastian Vettel (26-57)

Classificação

Lewis Hamilton conquistou a pole position para o GP da Austrália. Embora os tempos de classificação não tenham correspondido à expectativa criada pelos novos carros da F1, o piloto inglês da Mercedes, com 1m22s188 bateu o recorde da pista do circuito de Central Park, nas ruas de Melbourne, na 72ª pole position da carreira. O segundo lugar no grid foi obtido por Sebastian Vettel, da Ferrari, com 1m22s456. Valtteri Bottas, da Mercedes, é o 3º do grid, com 1m22s481; Kimi Raikkonen, da Ferrari, o 4º, com 1m23s033 e Max Verstappen, da Red Bull, o 5º, com 1m23s485.

Daniel Ricciardo, da Red Bull, que rodou na curva 14 e foi de encontro à barreira de pneus, provocando bandeira vermelha, não marcou tempo na Q3, ficando na 10ª posição. Felipe Massa, que tinha subido um posto com a saída do australiano, foi surpreendido por uma volta excelente de Romain Grosjean, que lhe tomou a 6ª posição. O piloto das Haas fez o tempo de 1m24s074 e o brasileiro, 1m24s443.  Pascal Wehrlein, da Sauber, foi proibido pelos médicos de treinar, por causa de problema na coluna, sendo substituído por Antonio Giovinazzi. Lance Stroll rodou e bateu no 3º  treino livre , sendo punido com a perda de 5 posições no grid, por trova de peças.

Na Q1, Bottas saiu na frente, com 1m24s514, mas foi logo superado por Hamilton, que marcou 1m24s435 e em seguida, 1m24s191. Vettel, Perez, Massa, Sainz, Raikkonen e Grosjean ocupavam as posições seguintes, faltado 8 minutos para o final da etapa. Nos minutos finais, porém, Verstappen escapou da degola, saindo do fim do pelotão; Massa garantiu o 7º lugar, a 0s908 do líder, e Ericsson tomou a vaga de Giovinazzi.  Nesse período, Bottas marcou 1m23s514, assumindo a liderança, enquanto Giovinazzi, Magnussen, Vandoorne, Stroll e Palmer eram eliminados.

Na Q2, Bottas voltou a superar Hamilton, marcando 1m23s251, contra 1m23s215, enquanto Raikkonen tomava a 3ª posição de Vettel, com 1m23s376, contra 1m23s401. Massa, que chegou a estar na 10ª posição, pulou para 7º na última tentativa. Perez, Hulkenberg, Alonso, Ocon e Ericsson não passaram à etapa seguinte.

Na Q3, Hamilton era o primeiro colocado, com 1m22s496; Vettel, o 2º, com 1m22s796 e Bottas, o 3º, com 1m22s798, quando, faltando 8 minutos para o final, o treino foi suspenso com bandeira vermelha, por causa da rodada de Ricciardo. No reinicio, já na primeira volta lançada, Hamilton cravou 1m22s188, garantindo a pole. Quando parecia que iria ficar ao lado do companheiro na primeira fila, Bottas, com 1m22s481, foi surpreendido por Vettel, que marcou 1m22s456.

Grid

1 Lewis Hamilton

Mercedes

1m22s188

2 Sebastian Vettel

Ferrari

1m22s456

3 Valtteri Bottas

Mercedes

1m22s481

4 Kimi Raikkonen

Ferrari

1m23s033

5 Max Verstappen

Red Bull

1m23s485

6 Romain Grosjean

Haas

1m24s074

7 Felipe Massa

Williams

1m24s443

8 Carlos Sainz Jr.

Toro Rosso

1m24s487

9 Daniil Kvyat

Toro Rosso

1m24s512

10 Daniel Ricciardo

Red Bull

sem tempo

11 Sergio Perez

Force India

1m25s081

12 Nico Hulkenberg

Renault

1m25s091

13 Fernando Alonso

McLaren

1m25s425

14 Esteban Ocon

Force India

1m25s568

15 Marcus Ericsson

Sauber

1m26s465

16 Antonio Giovinazzi

Sauber

1m26s419

17 Kevin Magnussen

Haas

1m26s847

18 Stoffel Vandoorne

McLaren

1m26s858

19 Lance Stroll

Williams

1m27s143

20 Jolyon Palmer

Renault

1m28s244

Daniel Ricciardo largou do box

Corrida

 A Ferrari confirmou a expectativa criada durante a pré-temporada e superou a Mercedes na primeira corrida do campeonato de 2017, o GP da Austrália, no circuito de Albert Park, em Melbourne. Sebastian Vettel completou o percurso de 57  voltas em 1h24m11s70, 9s975 à frente de Lewis Hamilton, o pole position, segundo colocado. Valtteri Bottas que fazia sua estreia na Mercedes fez uma excelente corrida, chegando em 3º, a 11s250 do vencedor, mas ameaçando a posição do companheiro de equipe nas voltas finais. Kimi Raikkonen, também da Ferrari, foi o 4º colocado; Max Verstappen, o 5º e o brasileiro Felipe Massa terminou na 6ª posição, depois de ter começado em 7º. Raikkonen fez a volta mais rápida da prova, na 56ª, com 1m26s538.

Vettel venceu principalmente graças à estratégia de pit stop da Ferrari. O piloto alemão assumiu a liderança na volta 17, quando Hamilton parou para trocar os pneus ultramacios por macios, e retardou a sua troca por mais 6 voltas, colocando pneus supermacios com os quais voltou na liderança e foi até o final da corrida.  O piloto da Ferrari chegou a estabelecer uma vantagem de 25 segundos sobre Hamilton, que caiu para o 5º lugar, atrás de 4 pilotos que ainda não tinham parado. Depois de todas as paradas, o inglês voltou ao segundo lugar, mas sempre mais de 6 segundos atrás de Vettel. Na volta 47, o alemão chegou a colocar quatro carros entre ele e o rival. Hamilton reclamou muito dos pneus e do carro, que, segundo ele, saía muito de frente, e no final teve dificuldades para se defender de Bottas.

Daniel Ricciardo não conseguiu completar a corrida “em casa”. Por causa da rodada que teve no sábado, foi obrigado a trocar a caixa de câmbio e perdeu 5 posições no grid. Deveria largar da 10ª posição, mas quando ia para a 15ª posição o cambio engasgou na 6ª marcha e ele teve de largar do box, duas voltas depois da prova começada. Na volta 25 teve de abandonar, devido a problema no motor.

A primeira largada da prova foi abortada, por que alguns carros estavam fora de posição, devido à ausência de Ricciardo. Depois de uma nova volta de formação, que reduziu de 58 para 57 o percurso total, na nova largada todos os cinco primeiros mantiveram as posições: Hamilton Vettel, Bottas, Ricciardo e Verstappen. Só Massa e Sainz ganharam posições, passando por Romain Grosjean, que abandonou na 15ª volta, por quebra do motor.  Antes de parar e perder a liderança, Hamilton chegou a ter 15 segundos de vantagem sobre Vettel.

A partir da volta 26, Vettel liderou com tranquilidade e a corrida teria sido até monótona não fosse a ameaça de Bottas a Hamilton; a pressão de Verstappen sobre Raikkonen, e a longa espera de Massa para poder ultrapassar Kvyat, que fez 36 voltas com o mesmo jogo de pneus e só trocou na volta 34.

Essa foi a 43ª vitória da carreira de Sebastian Vettel e a primeira da Ferrari desde 2015, quando o alemão ganhou na Malásia.

Resultados

 

Posição Piloto Equipe Tempo Incidentes
Sebastian Vettel Ferrari 1h24m11s670
Lewis Hamilton Mercedes a 9s975
Valtteri Bottas Mercedes 11s250
Kimi Raikkonen Ferrari 23s293
Max Verstappen Red Bull 28s827
Felipe Massa Williams 1m23s386
Sergio Perez Force India 1 volta
Carlos Sainz Toro Rosso 1 volta
Daniil Kvyat Toro Rosso 1 volta
10º Esteban Ocon Force India 1 volta
11º Nico Hulkenberg Renault 1 volta
12º Antonio Giovinazzi Sauber 2 voltas
13º Stoffel Vandoorne McLaren 2 voltas
Não completaram
Fernando Alonso McLaren 50- assoalho
Kevin Magnussen Haas 46-suspensão
Lance Stroll Williams 40-freios
Daniel Ricciardo Red Bull 25- combustível
Marcus Ericsson Sauber 21-hidráulica
Jolyon Palmer Renault 15-freios
Romain Grosjean Haas 13-vazamento de água

Classificações

 

Posição Piloto Equipe Pontos
Sebastian Vettel Ferrari 25
2 º Lewis Hamilton Mercedes 18
Valtteri Bottas Mercedes 15
Kimi Raikkonen Ferrari 12
Max Verstappen Red Bull 10
Felipe Massa Williams 8
Sergio Perez Force India 6
Carlos Sainz Jr. Toro Rosso 4
Daniil Kvyat Toro Rosso 2
10º Esteban Ocon Force India 1
11º Nico Hulkenberg Renault 0
12º Antonio Giovinazzi Sauber 0
13º Stoffel Vandoorne McLaren 0
14º Fernando Alonso McLaren 0
15º Daniel Ricciardo Red Bull 0
16º Kevin Magnussen Haas 0
17º Jolyon Palmer Renault 0
18º Romain Grosjean Haas 0
19º Marcus Ericsson Sauber 0
20º Lance Stroll Williams 0
21º Pascal Wehrlein Williams Não correu

Equipes       

 

Pos

 

Equipe

 

Piloto

A

U

S

 

Pts.

1 Ferrari Vettel 1 37
Kimi 4
2 Mercedes Hamilton 2 33
Bottas 3
3 Red Bull Max 5 10
Ricciardo 15
4 Williams Massa 6 8
Stroll 20
5 Force Perez 7 7
Ocon 10
6 Toro Kvyat 9 6
Sainz 8
7 Renault Hulk 11 0
Jolyon 17
 

8

 

Sauber

Marcus 19 0
Giovinazzi 12
Wehrlein n/c
9 McLaren Alonso 14 0
Stoffel 13
10 Haas Grosjean 18 0
Kevin 16