Abu Dhabi 2018

Data – 25 de novembro de 2018

Circuito – Circuito de Yas Marina

Pista – 5.554 metros

Voltas – 55 – 305,355 km

Pole –Lewis Hamilton – Mercedes – 1m34s94

Vencedor – Lewis Hamilton – Mercedes

Tempo – 1h39m40s382

Volta mais rápida – Sebastian Vettel – Ferrari – 54 – 1m40s867

Líderes – Lewis Hamilton (1-7), Valtteri Bottas (8-16), Daniel Ricciardo (17-33), Lewis Hamilton (34-55)

 Qualificação

Com um a volta voadora, Lewis Hamilton conquistou pela 4ª vez no circuito de Yas Marina, pela 11ª do ano e 83ª vez na carreira, a pole position para o GP da Abu Dhabi. Com o tempo de 1m34s794, um novo recorde da pista, o piloto inglês ficou 0s162 à frente do companheiro de equipe Valtteri Bottas. Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen, da Ferrari, formaram a segunda fila, enquanto Daniel Ricciardo e Max Verstappen ocuparam a 5ª e 6ª posições, respectivamente.

Hamilton e Bottas, assim como os outros três primeiros colocados, iniciaram a corrida com compostos ultramacios, o pneu do meio na faixa da Pirelli para o fim de semana. Verstappen largou do sexto com o hipermacios. O piloto da Red Bull correu o risco de ser eliminado na Q2, depois de marcar tempo com ultramacios, mas, no final da sessão, mudou de composto para poder passar.

Romain Grosjean, em 7º, mais uma vez liderou o segundo pelotão, superando Charles Leclerc, o 8º. A Force India colocou um dos seus carros entre os dez primeiros, com Esteban Ocon em 9º lugar, com 0s002 de vantagem sobre Nico Hulkenberg, que completou os Top 10.

Na sua última sessão de qualificação, Fernando Alonso terminou em 15º, mas de novo levou a melhor sobre o companheiro de equipe Stoffel Vandoorne. Ele repetiu a marca de 2008, quando, contra Nelson Piquet, estabeleceu o recorde de 100% de vitorias sobre o companheiro de equipe na qualificação durante toda a temporada.
A Ferrari foi a primeira das líderes a iniciar sua classificação. Raikkonen fez o melhor tempo do fim de semana, com 1min37s010, mas pouco depois Vettel baixou ainda mais a marca e terminou a fase na liderança, com 1min36s775. Bottas foi segundo, apenas 0s014 atrás, enquanto que Hamilton veio a seguir, com 0s053 de atraso para o líder.

Esteban Ocon surpreendeu ao fechar a fase em quarto, ainda à frente de Raikkonen. Ricciardo foi sexto, seguido de Charles Leclerc, que bateu o tempo de Vettel nos dois primeiros setores, mas terminou a volta 0s3 atrás. Verstappen foi 8º; Perez, 9º e Hulkenberg, 10º.

Os eliminados foram Brendon Hartley, Pierre Gasly (que teve problemas no motor nos metros finais de sua última tentativa), Stoffel Vandoorne, Sergey Sirotkin e Lance Stroll.

Os ponteiros partiram para o Q2 com pneus ultramacios, em vez dos hipermacios, que têm maior desgaste. Hamilton foi o primeiro a ter o tempo registrado e 1min35s693, recorde da pista, e ficou praticamente 0s7 à frente do rival mais próximo. Pela ordem, Bottas fez 1m36s392; Ricciardo, 1m36s964; Raikkonen, 1m36s735 e Vettel, 1m36s751. Verstappen, com 1m37s351, ficou em 10º, na primeira tentativa.

Para uma segunda volta lançada, muitos dos pilotos retornaram com pneus hipermacios e a exceção foi Vettel, que conseguiu avançar para o Q3 de ultramacios. Apenas Verstappen progrediu com os hipermacios, passando a segundo, 0s4 atrás de Hamilton, sendo o único dos lideres a largar com os pneus mais macios e rápidos do fim de semana. Os eliminados foram Carlos Sainz, Marcus Ericsson, Kevin Magnussen, Sergio Pérez e Fernando Alonso.

Na Q3, Hamilton na primeira tentativa, fez 1min35s295; Sebastian Vettel, 1m35s352; Bottas, 1m35s419; Ricciardo, 1m35s454; e Raikkonen, 1m35s511. Verstappen, Grosjean, Hulkenberg, Leclerc e Ocon completaram os 10 primeiros nessa fase.

Hamilton conseguiu melhorar ainda mais seu tempo na segunda tentativa, fazendo 1m34s794, o seu terceiro recorde da pista do dia. Vettel chegou a melhorar o tempo de Hamilton nos primeiros setores, mas perdeu na parcial final e fechou em terceiro, atrás de Bottas e à frente de Raikkonen.

Grid

1 Lewis Hamilton

Mercedes

1m34s794

2 Valtteri Bottas

Mercedes

1m34s956

3 Sebastian Vettel

Ferrari

1m35s125

4 Kimi Raikkonen

Ferrari

1m35s365

5 Daniel Ricciardo

Red Bull

1m35s401

6 Max Verstappen

Red Bull

1m35s589

7 Romain Grosjean

Haas

1m36s192

8 Charles Leclerc

Sauber

1m36s237

9 Esteban Ocon

Racing Pont

1m36s540

10 Nico Hulkenberg

Renault

1m36s542

11 Carlos Sainz Jr

Renault

1m36s982

12 Marcus Ericsson

Sauber

1m37s132

13 Kevin Magnussen

Haas

1m37s309

14 Sergio Perez

Racing Point

1m37s541

15 Fernando Alonso

McLaren

1m37s743

16 Brendon Hartley

Toro Rosso

1m37s994

17 Pierre Gasly

Toro Rosso

1m38s166

18 Stoffel Vandoorne

McLaren

1m38s577

19 Sergey Sirotkin

Williams

1m38s635

20 Lance Stroll

Williams

1m38s682

Corrida

Lewis Hamilton confirmou a condição de pentacampeão e favorito e encerrou o campeonato de 2018 da Fórmula 1 com 73ª vitória da carreira no GP de Abu Dhabi, no circuito de Yas Marina. O piloto inglês completou as 55 voltas em 1h39m40s382, com 2s581 de vantagem sobre Sebastian Vettel, que, numa última tentativa de alcançar o líder, fez a volta mais rápida na 54º, com o tempo de 1m40s867. Max Verstappen, depois de cair para 10º na primeira volta, recuperou-se, resistiu a ataque do companheiro de equipe Daniel Ricciardo e terminou em 3º.

A corrida teve uma largada que parecia tranquila, até ser marcada por violento choque entre Romain Grosjean e Nico Hulkenberg, na curva 9, ao final da reta. O carro de Hulkenberg ficou de cabeça pra baixo, pendurado na barreira e ele, apesar da ameaça de fogo, teve esperar alguns minutos até que o pessoal de pista chegasse para poder sair. Depois de passar pelo centro médico, o piloto andou pela pit lane, mostrando que estava bem.

Além do acidente, marcaram a corrida de Abu Dhabi pelo menos 11 despedidas. Além de Alonso, que deixa a F1 por iniciativa própria, Marcus Ericsson, da Sauber, e Stoffel Vandoorne, da McLaren, e Esteban Ocon, da Racing Point, deixam o grid dispensados pelas equipes e Sergey Sirotkin renunciou à vaga na Williams. No ano que vem, Daniel Ricciardo troca a Red Bull pela Renault; Kimi Raikkonen vai para a Sauber; Lance Stroll assume assento na Racing Point; Pierre Gasly ocupa a vaga de Ricciardo na Red Bull, Carlos Sainz substitui Alonso na McLaren e Charles Leclerc vai para Ferrari, no lugar de Raikkonen,

O acidente entre Grosjean e Hulkenberg provocou a entrada do safety car até a 5ª volta, mas logo depois da saída dele, na 7ª volta, a parada de Raikkonen na última curva, deu origem a um safety virtual. Hamilton aproveitou para fazer a sua única parada, trocando os pneus ultramacios pelos supermacios, com os quais chegou ao final da prova.

Na volta 10, os 10 primeiros colocados eram Bottas, Vettel, Ricciardo, Verstappen, Hamilton, Ocon, Perez, Ericsson, Sainz e Gasly. Na volta 17, com a parada de Bottas, Ricciardo assumiu a liderança, que manteve até a volta 34, quando fez a troca de pneus, e Hamilton passou à liderança, seguido de Bottas, Vettel, Verstappen, Ricciardo, Sainz, Leclerc, Perez, Magnussen e Stroll. Na volta 35, Bottas foi ultrapassado por Vettel, caindo para 3º. na 38 foi superado por Verstappen e na 39, por Ricciardo. Nas últimas voltas, com pista livre, Vettel tentou chegar em Hamilton, mas nunca chegou perto o suficiente para incomodar o pentacampeão.

Carlos Sainz, que fazia a última corrida pela Renault, em 6º, foi o “melhor do resto”, à frente de Leclerc, Perez, Grosjean e Magnussen. Fernando Alonso terminou em 11º, apesar de ter recebido duas penalizações de cinco segundos no final da corrida, por ter cortado a chicane no final da reta oposta.

Resultados

Pos. Piloto Equipe Tempo
1 Lewis Hamilton Mercedes 1h39m40.382s
2 Sebastian Vettel Ferrari a 2.581s
3 Max Verstappen Red Bull 12.706s
4 Daniel Ricciardo Red Bull 15.379s
5 Valtteri Bottas Mercedes 47.957s
6 Carlos Sainz Renault 1m12s548s
7 Charles Leclerc Sauber 1m30s789s
8 Sergio Perez Racing Point 1m31s275s
9 Romain Grosjean Haas 1 volta
10 Kevin Magnussen Haasi 1 volta
11 Fernando Alonso McLaren 1 volta
12 Brendon Hartley Toro Rosso/ 1 volta
13 Lance Stroll Williams 1 volta
14 Stoffel Vandoorne McLaren 1 volta
15 Sergey Sirotkin Williams 1 volta
Não completaram
Pierre Gasly Toro Rosso 46-motor
Esteban Ocon Racing Point 44-motor
Marcus Ericsson Sauber 24-motor
Kimi Raikkonen Ferrari 8 – elétrica
Nico Hulkenberg Renault 0-colisão

 

Classificação

Pilotos

Pos. Piloto Pontos
1 Lewis Hamilton 408
2 Sebastian Vettel 320
3 Kimi Raikkonen 251
4 Max Verstappen 249
5 Valtteri Bottas 247
6 Daniel Ricciardo 170
7 Nico Hulkenberg 69
8 Sergio Perez 62
9 Kevin Magnussen 56
10 Carlos Sainz 53
11 Fernando Alonso 50
12 Esteban Ocon 49
13 Charles Leclerc 39
14 Romain Grosjean 37
15 Pierre Gasly 29
16 Stoffel Vandoorne 12
17 Marcus Ericsson 9
18 Lance Stroll 6
19 Brendon Hartley 4
20 Sergey Sirotkin 1

Construtores

Pos Equipe Pontos
1 Mercedes 655
2 Ferrari 571
3 Red Bull 419
4 Renault 122
5 Haas 93
6 McLaren 62
7 Racing Point 52
8 Sauber 48
9 Toro Rosso 33
10 Williams 7