1999

O finlandês Mika Hakkinen, da McLaren, teve de enfrentar dois adversários de peso para conquistar, em 1999, o seu segundo título consecutivo de campeão da Fórmula 1. Até metade do campeonato, disputou palmo a palmo a liderança com Michael Schumacher, da Ferrari. Depois, quando o alemão teve de se afastar das pistas, devido a um acidente sofrido na Inglaterra, Hakkinen teve de enfrentar uma surpreendente performance do irlandês Eddie Irvine, substituto de Schumacher como piloto nº. 1 da Ferrari.

O campeonato só se decidiu na última prova da temporada, no GP do Japão. À Ferrari sobrou o consolo de ganhar o título dos construtores, pela estreita margem de 4 pontos sobre a McLaren: 128 a 124. Como sempre, o Campeonato começou na Austrália. A dupla da McLaren, Mika Hakkinen e David Coulthard, saiu na frente, mas ambos tiveram problemas _ Coulthard com problemas hidráulicos e Hakkinen no sistema elétrico _ e a vitória sobrou para Eddie Irvine, o segundo piloto da Ferrari.

O carro de Michael Schumacher, como já havia acontecido na última corrida da temporada anterior, morreu na volta de apresentação e ele, que era 3º no grid, teve de largar no fim do pelotão.

Depois, o bico do carro dele quebrou e atingiu o pneu, fazendo com que perdesse muito tempo e a possibilidade de brigar pelos primeiros lugares. Terminou em 8º.

Mika Hakkinen

Mika Hakkinen

O início da corrida foi tumultuado. Os motores dos carros da Stewart estouraram ainda no grid, por superaquecimento, obrigando Rubens Barrichello a largar dos boxes, com o carro reserva, o que impediu Johnny Herbert de participar da prova. No Brasil, Coulthard e Hakkinen, nessa ordem, voltam a liderar o grid, com Rubens Barrichello em 3º e Michael Schumacher em 4º.

Na largada, Coulthard deixou o carro morrer e Hakkinen assumiu a ponta, mas logo foi ultrapassado por Barrichello e Schumacher, que passou à liderança quando o brasileiro fez seu pit stop. Mas o alemão também foi ultrapassado na parada por Mika Hakkinen, que manteve a ponta até o final.

Para decepção da torcida brasileira, o motor de Rubens Barrichello não resistiu à pressão e estourou quando, depois de liderar por 20 voltas, ele voltava em 4º lugar e tentava alcançar os líderes. Em San Marino, a dupla da McLaren, pela terceira vez seguida, conseguiu os dois primeiros lugares do grid, deixando a segunda fila para Michael Schumacher e Eddie Irvine, da Ferrari.

Na volta 18, porém, Hakkinen perdeu o controle do carro, bateu e transferiu a Coulthard a responsabilidade de lutar pela vitória com Schumacher. Nos boxes, o alemão conseguiu passar a liderança e não perdeu mais. Coulthard ficou em 2º e Rubens Barrichello em 3º.

Mika Hakkinen venceu as duas corridas seguintes e tudo levava a crer que não teria maiores dificuldades, principalmente depois do GP da Inglaterra, onde Michael Schumacher sofreu fratura da perna num acidente que o afastou das pistas por seis corridas. Em Silverstone,

Schumacher saiu mal, sendo ultrapassado por Coulthard e Irvine e na curva Stowe, quando tentava se recuperar e passar pelo companheiro de equipe, os freios falharam e o carro foi jogado contra o muro, a mais de 300 km por hora.  Mas a vida de Hakkinen, a partir daí não foi fácil, como se imaginava. Irvine, que assumiu a condição de primeiro piloto da Ferrari, surpreendeu e travou uma acirrada batalha com Hakkinen pelo título.

Ele ganhou os dois GPs seguintes, na Áustria e na Alemanha e ao chegar ao GP da Itália estava a apenas 1 ponto do adversário: 60 a 59. Na penúltima corrida, na Malásia, com a ajuda de Schumacher, que voltou, foi pole e ajudou a segurar os adversários Hakkinen e Coulthard, Irvine venceu, assumindo a liderança do campeonato.

Depois da corrida, considerados ilegais por um fiscal da FIA os carros da Ferrari foram desclassificados, o que daria o título, antecipadamente, a Mika Hakkinen.

O Tribunal de Apelação da FIA, todavia, não homologou a decisão, a Ferrari teve a vitória confirmada e a disputa pelo título continuou indefinida. Irvine chegou ao Japão com 4 pontos de vantagem sobre Hakkinen (70 a 66), e qualquer um deles poderia ser campeão. Hakkinen venceu, totalizando 76 pontos e conquistando seu segundo título consecutivo. Irvine, com 74 pontos, foi o vice-campeão.

Participantes

Equipe Pilotos Chassi

Motor

McLaren 1 – Mika Hakkinen (Finlândia)

2 – David Coulthard (Escócia)

MP4/14

Mercedes

FO110H

Ferrari 3 – Michael Schumacher (Alemanha)Mika Salo (Finlândia)

4 – Eddie Irvine (Irlanda)

F399

Ferrari

048

Williams 5 – Alessandro Zanardi (Itália)

6 – Ralf Schumacher (Alemanha)

FW21

Supertec

FB01

Jordan 7 – Damon Hill (Inglaterra)

8 – Heinz-Harald Frentzen (Alemanha)

199

Honda

MF 301 HD

Benetton 9 – Giancarlo Fisichella (Itália)

10 – Alexander Wurz (Áustria)

B199

Playlife

FB01

Sauber 11 – Jean Alesi (França)

12 – Pedro Paulo Diniz (Brasil)

C18

Petronas

SPE-03ª

Arrows 14 – Pedro de la Rosa (Espanha)

15 – Toranosuke Takagi (Japão)

A20

Arrows

T2-F1

Stewart 16 – Rubens Barrichello (Brasil)

17 – Johnny Herbert (Inglaterra)

SF3

CR-1

Prost 18 – Olivier Panis (França)

19 – Jarno Trulli (Itália)

AP02

Peugeot

A18

Minardi 20 – Lucas Badoer (Itália)Stéphane Sarrazin (França)

21 – Marc Gené (Espanha)

M01

Ford

VJM1 Zetec-R

VJM2 Zetec-R

BAR 22 – Jacques Villeneuve (Canadá)Ricardo Zonta (Brasil)

23 –  Mika Salo (Finlândia)

01

Supertec

FB01

*Todos os carros usaram motor 3.0 V10

Calendário / Vencedores

Data GP Circuito Vencedor Equipe Tempo Média

07-03

Austrália Melbourne Eddie Irvine Ferrari

1h35m01s659

190,852

11/04

Brasil Interlagos Mika Hakkinen McLaren

1h36m03s785

192,994

02/05

San Marino Ímola Michael Schumacher Ferrari

1h33m44s792

195,481

16/05

Mônaco Monte Carlo Michael Schumacher Ferrari

1h49m31812

143,864

30/05

Espanha Barcelona Mika Hakkinen McLAren

1h34m13s665

195,608

13/06

Canadá Montreal Mika Hakkinen McLaren

1h41m35a727

180,155

27/06

França Magny-Cours Hans Harald Frentzen Jordan

1h58m24s343

154,965

11/07

Inglaterra Silverstone David Coulthard McLaren

1h32m30s144

199,970

25/07

Áustria A1-Ring Eddie Irvine Ferrari

1h28m12s438

208,587

01/08

Alemanha Hockenheim Eddie Irvine Ferrari

1h21m58s594

224,723

15/08

Hungria Hungaroring Mika Hakkinen McLaren

1h46m23s536

172,524

29/08

Bélgica Spa David Coulthard McLaren

1h25m43s057

214,595

12/09

Itália Monza Hans Harald Frentzen Jordan

1h17m02s923

237,938

26/09

Europa Nurburgring Johnny Herbert Stewart

1h41m54s314

177,034

17/10

Malásia Sepang Eddie Irvine Ferrari

1h36m38s494

192,682

31/10

Japão Suzuka Mika Hakkinen McLaren

1h31m18s785

204,086

Classificação / Pilotos

Pos. Pilotos Equipes Pontos

1

Mika Hakkinen McLaren

76

2

Eddie Irvine Ferrari

74

3

Heinz-Harald Frentzen Jordan

54

4

David Coulthard McLaren

48

5

Michael Schumacher Ferrari

44

6

Ralf Schumacher Williams

35

7

Rubens Barrichello Stewart

21

8

Johnny Herbert Stewart

15

9

Giancarlo Fisichella Benetton

13

10

Mika Salo BAR

10

11

Jarno Trulli Prost

07

12

Damon Hill Jordan

07

13

Alexander Wurz Benetton

03

Pedro Paulo Diniz Sauber

03

15

Jean Alesi Sauber

02

Olivier Panis Prost

02

17

Marc Gené Minardi

01

Pedro de la Rosa Arrows

01

Classificação / Equipes

Pos. Equipes Pontos

1

Ferrari

128

2

McLaren

124

3

Jordan

61

4

Stewart

36

5

Williams

24

6

Benetton

16

7

Prost

09

8

Sauber

05

9

Arrows

01

Minardi

01