1996

O Campeonato Mundial da Fórmula 1 de 1996 começou com várias alterações no regulamento. O número de treinos livres aumentou de duas para três sessões e o número de voltas em cada delas passou de 23 para 30. A etapa de classificação de sexta-feira foi suprimida e o grid foi formado pelos resultados de uma única sessão no sábado. Os concorrentes com tempo superior a 107 do pole position não se classificavam para a corrida. O sistema luminoso para a largada também foi modificado.

Em vez de um conjunto de luzes verdes e vermelhas, passou a ser usado um bloco de luzes vermelhas, acendidas uma a uma e apagadas de uma só vez, indicando o momento da largada. A regra para numeração dos carros foi modificada: o campeão passou a receber o número 1; seu companheiro de equipe o número 2 e os outros competidores recebem a numeração de acordo com a classificação da equipe no ano anterior. As novas equipes recebem os números restantes, a partir do último e conforme o registro na FIA. Damon Hill, que fora vice-campeão nos dois anos anteriores e fez uma temporada consistente, com 8 vitórias, foi o campeão, embora na penúltima corrida tivesse tido o título ameaçado pelo companheiro de equipe Jacques Villeneuve, que venceu só 4 corridas, mas teve melhores colocações.  Os dois chegaram ao GP de Portugal com Damon Hill em vantagem na classificação, mas os dois mantinham possibilidades de vencer o campeonato. Hill foi pole e fez uma boa largada, enquanto Villeneuve, segundo no grid, mais lento, foi superado por Michael Schumacher.

Damon Hill

Damon Hill

Logo, porém, o canadense fez uma manobra audaciosa, passando por fora, para recuperar a posição; no final da rodada de pit stops, assumiu a liderança e a manteve até à linha de chegada. Com a vitória,  diminuiu a vantagem de Hill e adiou a decisão para o GP do Japão.  Em Suzuka, Hill perdeu a pole para o companheiro, porém, na corrida, Villeneuve fez uma péssima largada e, ainda no meio da primeira curva, a roda dianteira esquerda do seu carro escapou, obrigando-o a abandonar a prova. Embora sabendo que já era o campeão, Damon Hill manteve o ritmo e a liderança, garantindo o título.

Michael Schumacher, campeão de1994 e 1995, demorou um pouco a se adaptar à Ferrari, mas acabou fazendo uma temporada regular. Venceu na Bélgica e na Itália e terminou em terceiro lugar, embora a 38 pontos do campeão (97 a 49). Essa foi a última grande temporada da Williams, que no final da temporada perdeu Damon Hill,o projetista Adrian Newey e os motores Renault. Com a saída de Michael Schumacher, a Benetton entrou em declínio, não conseguindo vencer nenhuma prova em 1996. Numa clara fuga à responsabilidade, Eddie Jordan demitiu Rubens Barrichello e Martin Brundell, como se ó os dois tivessem sido culpados pela má performance da equipe.

Participantes

Equipe

Piloto Chassi

Motor

Ferrari

1 – Michael Schumacher (Alemanha)2 – Eddie Irvine (Irlanda)

F310

Ferrari

046

3.0 V10

Benetton

3 – Jean Alesi (França)4 –  Gerhard Berger (Àustria)

B196

Renault

RS8

3.0 V10

Williams

5 –  Damon Hill (Inglaterra)6 – Jacques Villeneuve (Canadá) FW1

8

Renault

RS8

3.0 V10

McLaren

7 – Mika Hakkinen (Finlândia)8 –  David Coulthard (Escócia)

MP4/11

MP4/11B

Mercedes

PO110

3.0 V10

Ligier

9 – Olivier Panis (França)10 – Pedro Paulo Diniz (Brasil)

JS43

Mugen- Honda

MF 310 HA

3.0 V10

Jordan

11 – Rubens Barrichello (Brasil)12 – Martin Brundle (Inglaterra)

196

Peugeot

A12 EV%
3.0 V10

Sauber

14 – Johnny Herbert (Inglaterra)15 – Heinz –Harald Frentzen (Alemanha)

C15

Ford

JD Zetec-R

3.0 V10

Footwork

16 – Ricardo Rosset (Brasil)17 – Jos Verstappen (Holanda)

FA17

Hart

830

3.0 V8

Tyrrel

18 – Ukyo Katayama (Japão)19 – Mika Salo (Finlândia)

024

Yamaha

OX11A

3.0 V10

Minardi

20 – Pedro Lamy (Portugal)Giancarlo Fisichella (Itália)21 –  Tarso Marques (Brasil)

Giovanni Lavaggi

M195B

Ford

EDM2

EDM3

3.0 V8

Forti

22 – Lucas Badoer (Itália)23 – Andréa Montermini (Itália)

FG01B

GH03

Ford

ECA Zetec-R

3.0 V10


Calendário/vencedores

Data GP Circuito Vencedor Equipe Tempo
10-03 Austrália Melbourne Damon Hill Williams 1h32m50s491
31-03 Brasil Interlagos Damon Hill Williams 1h49m52s976
07-03 Argentina B. Aires Damon Hill Williams 1h54m55s322
28-04 Europa Nurburgring Jacques Villeneuve Williams 1h33m36s473
05-05 San Marino Ímola Damon Hill Williams 1h35m26s156
19-05 Mônaco Monte Carlo Olivier Panis Ligier 2h00m45s629
02-06 Espanha Barcelona Michael Schumacher Ferrari 1h59m49s307
16-06 Canadá Montreal Damon Hill Williams 1h36m03s465
30-06 França Magny-Cours Damon Hill Williams 1h36m28s795
14-07 Inglaterra Silverstone Jacques Villeneuve Williams 1h33m00s974
28-07 Alemanha Hockenheim Damon Hill Williams 1h21m43s417
11-08 Hungria Hungaroring Jacques Villeneuve William 1h46m21s134
25-08 Bélgica Spa Michael Schumacher Ferrari 1h28m15s125
08-09 Itália Monza Michael Schumacher Ferrari 1h17m43s632
22-09 Portugal Estoril Jacques Villeneuve Williams

1h40m22s915

13-10 Japão Suzuka Damon Hill Williams

1h32m33s791

Classificação/Pilotos

Pos. Piloto Equipe Pontos

1

Damon Hill Williams

97

2

Jacques Villeneuve Wlliams

78

3

Michael Schumacher Ferrari

59

4

Jean Alesi Benetton

47

5

Mika Hakkinen McLaren

31

6

Gerhard Berger Benetton

21

7

David Coulthard McLaren

18

8

Rubens Barrichello Jordan

14

9

Olivier  Panis Ligier

13

10

Eddie Irvine Ferrari

11

11

Martin Brundle Jordan

08

12

Heinz- Harald Frentzen Sauber

07

13

Mika Salo Tyrrel

05

14

Johnny Herbert Sauber

04

15

Pedro Paulo Diniz Ligier

02

16

Jos Verstappen Footwork

01

17

Ukyio Takayama Tyrrel

0

18

Ricardo Rosset Footwork

0

19

Giancarlo Fisichella Minardi

0

20

Pedro Lamy Minardi

0

21

Lucas Badoer Forti

0

22

Giovanni Lavaggi Minardi

0

23

Andréa Montermini Forti

0

Classificação/Equipes

Pos. Equipe Pontos
Vitória Pódio Pole
1

Williams

12 21 12 175
2

Ferrari

03 09 04 70
3

Benetton

10 68
4

McLaren

06 49
5

Jordan

22
6

Ligier

1 1 15
7

Sauber

1 11
8

Tyrrel

05
9

Footwork

01
10

Minardi

0
11

Forti

0