1969

Resumo do campeonato

O escocês Jackie Stewart ganhou o seu primeiro título mundial na Fórmula 1, pilotando um Matra-Ford. Superou o veloz Jochen Rindt, que fez a pole-position em cinco dos onze grandes prêmios da temporada.

Neste ano surgiram, na prática, os projetos dos carros com tração nas quatro rodas que a Lotus, Mc Laren e a Matra tentavam desenvolver desde 1966, com o objetivo de aproveitar toda a potência dos motores. A idéia, no entanto, não deu certo. Os construtotres preferiram continuar pesquisando as soluções aerodinâmicas.

Campeão de 1969, Jackie Dtewart

Jackie Dtewart

Indicado como o sucessor de Jim Clark, Jackie Stewart não decepcionou e obtve o título mundial numa temporada dominada pelos motores de 8 cilindros Ford-Cosworth. Ganhou seis dos onze  GPs da temporada:  Africa do Sul, Espanha, Holanda, França, Inglaterra e Itália. Graham Hill confirmou seu título de “Mister Mônaco” , conquistando a vitória pela quinta vez. Jackie Ickx venceu na Alemanha e no Canadá; Jochen Rindt foi primeiro nos Estados Unidos e Denis “Denny” Hulme no México. Mas Stewart já tinha praticamente garantida a vitória ainda na 6ª corrida, totalizando 45 pontos. E confirmou o título com 63 pontos, contra 37 de Ickx.

A classificação dos pilotos ficou assim:

   1969 – Classificação – Pilotos

Pos. Piloto Páis Equipe Pts

Jackie Dtewart Escócia Matra 63

Jacky Ickx Bélgica Brabham 37

Bruce McLaren Nova Zelandia McLaren 26

Jochen Rindt Austria Lotus 22

Jean Pierre Beltoise França Matra 21

Denis Hulme Nova Zelandia McLaren 20

Graham Hill Inglaterra Lotus 19

Piers Courage Inglaterra Brabham 16

Jô Siffert Suíça Lotus 15

10º

Jack Brabham Austrália Brabham 14

11º

John Surtees Inglaterra BRM 06

12º

Chri Amon Nova Zelândia Ferrari 04

13º

Richard Attwood Inglaterra Lotus 03
Vic Elford Inglaterra McLaren 03
Pedro Rodriguez México BRM 013
16º Jackie OLiver Inglaterra BRM 01
J. Servoz-Gavin França Matra 01
Silvio Moser Suíça Brabham 01

Largada do GP da Alemanha

Participaram do campeonato 31 pilotos  e 13 dels não obtiveram ponto.

1969 –  Campeonato Mundial de Construtores

Pos.

Equipes

Pts.

Matra

66

Brabham

49

Lotus

47

McLaren

38

BRM

07

Ferrari

07

Cooper-Maserati, Brabham-Repco, Eagle e Brabham-Climax não fizeram ponto.

1969 –  Grandes Prêmios

 
Dia GP Circuito Voltas Vencedor Equipe Tempo
01/03 A.  do Sul Kyalami 80 – 327,520 Jackie Stewart Matra 1h50m39s1
04/05 Espanha Montjuich 90 – 341,100  km Jackie Stewart Matra 2h16m54s
18/05 Monaco Monte Carlo 80 – 251,600  km Graham Hill Lotus 1h56m59s4
21/06 Holanda Zandvoort 90 – 376,650  km

Jackie Stewart

Matra 2h06m42s08
06/07 França C. Ferrand 38 – 306,090  km Jackie Stewart Matra 1h56m47s4
19/07 Inglaterra Silverstone 84 –  394,800km Jackie Stewart Matra 1h55m55s6
03/08 Alemanha Nurbrurgring 14 – 319,690  km Jacky Ickx Brabham 1h49m55s4
07/09 Italia Monza 68 – 391  km Jackie Stewart Matra 1h39m11s26
20/09 Canada Mosport 90 – 356,040  km Jacky Ickx Brabham 1h59m25s7
05/10 EUA Watkins Glen 108 – 399,600   km Jochen Rindt Lotus 1h57m56s84
19/10 México C. do Mèxico 65 – 325 km Denis Hulme McLaren 1h54m08s80

Na segunda prova da temporada, na Espanha, o Lotus-Ford de Jochen Rindt, devido a um problema no aerofólio, foi de encontro ao carro do companheiro de equipe, Graham Hill, que estava parado na pista, e os dois foram obrigados a abandonar a prova. Esse acidente fez a Comissão Esportiva Internacional proibir os aerofólios suspensos na corrida seguinte, em Mônaco. Mas eles voltaram no outro GP, na Holanda, sob novo regulamento. Deviam fazer parte da carroceria e ficar a não mais de 20 centimetros da parte superior do pneu.