1953

1953Alberto Ascari tornou-se novamente campeão, entrando para a história da Fórmula 1 como o primeiro bicampeão mundial. Ele totalizou 34,5 pontos, contra 28 de Fangio (Maserati) e 26 de Farina (Ferrari). Como no ano anterior, o campeonato foi disputado com a participação de carros da Fórmula 2, equipados com motores turbinados de 500 cilindradas ou simples de 2.000 cilindradas. Foram disputados nove Grandes Prêmios (Argentina, Indianápolis, Holanda, Bélgica, França, Inglaterra, Alemanha, Suiça, Itália), com totalização de apenas quatro resultados.

Campeão de 1953, Alberto Ascari

Alberto Ascari

A resistência da Maserati, com Fangio e Gonzalez, não causou problema à Ferrari, que ganhou sete das nove provas da temporada. Pela primeira vez um Grande Prêmio foi disputado na Argentina. Fangio não teve sorte na estréia em seu país: abandonou a corrida na 38ª das 97 voltas, quando estava em segundo lugar, por quebra da transmissão. Os problemas de Fangio continuaram nas duas corridas seguintes e na penúltima, na Suiça. Mas ele venceu a última prova do campeonato, na Itália, a única vitória da Maserati na temporada.

Ascari foi o vencedor na Argentina, Holanda, Bélgica, Inglaterra e Suiça. Mike Hawthorn ganhou na França e Farina, na Alemanha. Bill Vukovich, da Kurtis Kraft, foi o vncedor das 500 Milhas de Indianápolis.

   1953 – Classificação – Pilotos

Pos. Piloto Páis Equipe Pts

Alberto Ascari Itália Ferrari 34,5

Juan Manuel Fangio Argentina Maserati 28
   3º Nino Farina Itália Ferrari 26

Mike Hawthorn Inglaterra Ferrari 19

Luigi Villoresi Itália Ferrari 17

José Froilan Gonzalez Argentina Maserati 13,5

Bill Vukovich EUA Kurtis Kraft 09

Toulo de Graffenried Suiça Maserati 07

Felice Bonetto Itália Maserati  6,5

10º

Art Cross EUA Kurtis Kraft 06

11º

Onofre Marimon Argentina Maserati 04
Maurice Trintignant França Gordini 04
Sam Hanks EUA Kurtis Kraft 04

14º

Fred Agabashian EUA Kurtis Ktfy 03
   15º Oscar Galvez Argentina Maserati 02
  16º Hrman Lang Almanha Maserati 02
Jack McGrath EUA Kurtis Kraft 02

Os demais 91 dos 108 concorrentes não marcaram pontos. Entre eles estavam pelo menos dois pilotos que viriam a ter destaque na Fórmula 1: Stirling Moss e Peter Colins.

Chico Landi participou de duas provas desse campeonato. No dia 23 de agosto, correu  o GP da Suiça, em Bremgarten. Saiu em último lugar, sem tempo, e abandonou na 54ª das 65 voltas, por quebra de câmbio. A 13 de setembro, disputou o GP da Itália, em Monza. Largou no 19º lugar, à frente de 11 outros concorrentes, mas abandonou na 19ª, das 80 voltas.


1953 – GRANDES   PRÊMIOS

Dia GP Circuito Voltas Vencedor Equipe Tempo
18/01 Argentina B.  Aires 96 – 385,920 km Alberto Ascari Ferrari 3h01m046
30/05 500 Milhas Indianápolis 200 – 804,672 km Bill Vukovich Krtis Kraft 3h53m01s69
07/06 Holanda Zandvoort 90 – 376, 650 km Alberto Ascari Ferrari 2h53m35s8
21/06 Bélgica Spa 36 – 506,880 km Alberto Ascari Ferrari 2h48m30s3
05/07 França Reims 60 – 498 km Mike Hawthorn Ferrari 2h44m186
18/07 Inglaterra Silverstone 90 –  423 km Alberto Ascari Ferrari 2h50m
02/8 Alemanha Nurburgring 18 – 409,900 km Nino Farina Ferrari 3h02m26s
23/08 Suíça Bremgarten 65  – 473,200 km Alberto Ascari Ferrari 3h01m3440
13/09 Itália Monza 80 – 504 km J. Manuel Fangio Maserati 2h49m45s9